Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Hamilton dedica triunfo às vítimas do voo MH370

Sportinveste 30/03/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Hamilton dedica triunfo às vítimas do voo MH370 © Sportinveste Multimédia Hamilton dedica triunfo às vítimas do voo MH370

O britânico Lewis Hamilton, que tinha desistido na primeira corrida, e o alemão Nico Rosberg, vencedor na Austrália, ofereceram uma "dobradinha" à Mercedes no Grande Prémio da Malásia, segunda prova do Mundial de Fórmula 1. Os dois pilotos "respeitaram" a grelha de partida e terminaram nos dois lugares mais altos do pódio, prestações que permitiram ao alemão reforçar a liderança do Mundial de pilotos e ao britânico retificar a desistência na corrida inaugural.

Tal como Hamilton, também o alemão Sebastien Vettel, tetracampeão mundial, tinha abandonado na Austrália, mas atenuou a desilusão da primeira prova com o terceiro lugar do pódio.

Numa corrida que dominou desde o início (tinha garantido a "pole position" na véspera, a 33ª da carreira), Hamilton alcançou a 23ª vitória do currículo e o 55º pódio, num total de 131 grandes prémios disputados desde 2007. Hamilton completou as 56 voltas (310,4 km) ao circuito internacional de Sepang em 1:40.25,974 horas, deixando Rosberg a 17 segundos e Vettel a 24.

"Foi incrível. Sinto-me muito grato por esta vitória, em particular depois da tragédia que ocorreu há três semanas. Quero dedicar este triunfo a todas as vítimas e às suas famílias", afirmou Hamilton no final, em referência ao acidente do Boeing da Malaysia Airlines.

Antes da corrida, pilotos e espetadores respeitaram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente do Boeing da Malaysia Airlines, que terá caído no Oceano Índico a 8 de março. O primeiro ministro da Malásia, Najib Razak, e o "patrão" da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, cumpriram o minuto de silêncio na linha de partida da segunda prova do Mundial.

"Os nossos pensamentos estão com os desaparecidos, os que amamos e os socorristas incansáveis", disse um dos "speakers" do circuito, antes de tocar o hino da Malásia. Os pilotos colocaram um adesivo nos capacetes com a inscrição "rezem pelo [Boeing] MH370".

Fonte: OJogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon