Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Hamilton domina em Austin e é quase tetracampeão mundial de Fórmula 1

Logótipo de LusaLusa 23/10/2017 Pedro Belo da Fonseca

Austin, Estados Unidos, 23 out (Lusa) – O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) dominou domingo o Grande Prémio dos Estados Unidos, em Austin, e colocou-se a escassos nove pontos do seu quarto título Mundial de Fórmula 1, com três corridas por disputar.

Necessitado de vencer ou ser segundo para poder repetir na prova norte-americana os cetros de 2008, 2014 e 2015, Hamilton, que partiu da ‘pole’, foi ultrapassado na primeira curva, mas recuperou e fez a sua parte, ao cortar a meta em primeiro.

“É um circuito genial e foi a corrida em que tive mais prazer em muito tempo. Não tive uma boa partida, mas continuei relaxado, pois sabia, por experiência, que o circuito tinha vários locais para ultrapassar”, explicou Lewis Hamilton.

Vencendo, o britânico precisava, no entanto, que o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) acabasse abaixo do quinto posto, o que não aconteceu, pois o já tetracampeão (2010 a 2013) terminou em segundo, adiando a decisão do cetro, pelo menos uma semana.

“Quero ganhar as três corridas que faltam, é esse o espírito. Não penso nos 66 pontos de vantagem que tenho, estou apenas concentrado nas provas que tenho pela frente, até porque tenho grande prazer em conduzir este carro”, frisou.

Hamilton pode sagrar-se campeão já no domingo, na Cidade do México, onde apenas precisa de terminar no quinto posto, o que conseguiu nas últimas 10 corridas. Em toda a época, só teve, aliás, um resultado pior, quando foi sétimo no Mónaco.

Com o quinto triunfo, e quarto consecutivo, em Austin, o britânico reforçou a liderança do Mundial, somando agora 331 pontos, contra 265 de Vettel, uma diferença de 66 pontos, quando faltam apenas disputar 75 – após a prova no México, o Mundial prossegue no Brasil e fecha em Abu Dhabi.

A corrida em Austin nem começou bem para Hamilton, que chegou ao final da primeira curva já atrás de Vettel, mas, o britânico não demorou a responder e, à sexta volta, aproveitou da melhor forma o ‘DRS’ e ultrapassou o germânico.

Com a paragem nas boxes, o piloto da Mercedes chegou a voltar a perder o comando, mas só temporariamente. Recuperou-o rapidamente e não teve problemas, depois, em levar o seu Mercedes até ao triunfo, o nono da temporada e 62.º da carreira.

LARRY W. SMITH/EPA © EPA / LARRY W. SMITH LARRY W. SMITH/EPA

Mais de 10 segundos depois, chegou Vettel, após uma decisiva ultrapassagem ao finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) na parte final, enquanto o terceiro posto foi para o outro Ferrari, do finlandês Kimi Raikkonen, mas na ‘secretaria’.

O holandês Max Verstappen (Red Bull), que partiu da oitava linha da grelha, fez uma recuperação espetacular e cortou a meta no terceiro posto, mas foi ‘traído’ por uma penalização de cinco segundos, que o atiraram para fora do pódio. Foi quarto.

Bottas, que ainda podia chegar matematicamente ao título, acabou em quinto e reforçou o terceiro lugar do campeonato, com 244 pontos, mais 52 do que o australiano Daniel Ricciardo, obrigado a desistir com problemas mecânicos no seu Red Bull.

PFO // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon