Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Havia "controlo total" no United pré-Mourinho, e não era de Van Gaal

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/03/2017 Hugo M. Monteiro

Adjunto do treinador holandês revelou que tinha muito poder de decisão antes da saída de Van Gaal de Old Trafford.

Stuivenberg, à esquerda. © REUTERS Stuivenberg, à esquerda.

Louis van Gaal teve uma carreira associada a disciplina de ferro e ideias fixas, mas a verdade é que, no Manchester United, o holandês acabou por não se mostrar tão assertivo. Quem o revelou foi o seu adjunto na passagem pelos "red devils", Albert Stuivenberg, em entrevista ao Mirror.

"O papel que Louis me atribuiu em Old Trafford era foi único. A responsabilidade que me passou foi extraordinária, confiou totalmente em mim. Eu orientava os treinos e escolhia as equipas antes dos jogos. Tinha controlo total. Dava todas as palestras antes e depois dos jogos e falava individualmente com os jogadores", contou o técnico, realçando os benefícios que isso trouxe à sua carreira:

"Louis [van Gaal] deu-me a oportunidade de desenvolver as minhas capacidades a um nível de topo e liderar a todos os níveis", rematou Stuivenberg.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon