Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Helena Costa aclamada pela comunidade portuguesa em Clermont

Logótipo de LusaLusa 22/05/2014 Lusa

Paris, 22 mai (Lusa) - A portuguesa Helena Costa foi hoje apresentada oficialmente como treinadora do Clermont Foot, da segunda divisão francesa de futebol, e já conta com o apoio da numerosa comunidade portuguesa que vive em Clermont-Ferrand.

"Ela vai ter muitos apoiantes porque há muitos portugueses aqui e queremos que a nossa comunidade mostre que somos capazes de fazer grandes coisas", disse à Lusa Fernando Pinto, treinador do clube regional Portugal Football Club Clermont.

Helena Costa, de 36 anos, é a primeira mulher a treinar um clube profissional de futebol masculino em França e para este técnico lusodescendente "não é por ser mulher que não pode treinar uma equipa de homens porque o que se quer é que tenha as boas táticas", sublinhando que o ideal era "que ela trouxesse um ou dois jogadores de Portugal para o clube".

Já para Fernando dos Santos, presidente do clube Portugal FC Clermont e sócio do Clermont Foot, a viver nesta cidade há 46 anos, "foi uma surpresa, mas uma coisa boa porque antes ninguém localizava Clermont no mapa e agora já se fala a nível mundial", disse.

Ainda que para o dirigente associativo ela venha "para manter a equipa na segunda divisão, seria uma bomba se ela pudesse fazer subir a equipa para a primeira divisão porque nunca houve uma mulher a treinar uma equipa de profissionais".

De qualquer forma, Fernando dos Santos espera " que haja um melhor futebol do que este ano e no ano passado porque não era bonito nem tinha interesse nenhum".

Para o capitão do Portugal FC Clermont, Guillaume Marques, "não foi por acaso que convidaram uma portuguesa para o Clermont Foot porque há muitos portugueses cá e podem dar mais apoio à equipa", garantindo à Lusa que vai ser bem recebida pela comunidade.

O futebolista diz que Helena Costa, por ser mulher, "será mais respeitada pelos jogadores", acrescentando que "ela já treinou grandes clubes e pode evoluir para clubes maiores".

Para Virgínia Saldanha, portuguesa a residir há 46 anos em Clermont-Ferrand, ter uma mulher a orientar uma equipa 100 por cento masculina "não muda nada e mostra que não são apenas os homens que podem ser treinadores".

Por outro lado, esta gerente de um dos muitos cafés portugueses na cidade garante que "como Clermont é a segunda cidade em França com mais portugueses, uma portuguesa treinadora vai ter muito apoio".

CAYB // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon