Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Hoeness e operação do PSG por Neymar: "É um sintoma de debilidade"

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/07/2017 Hugo M. Monteiro

O presidente do Bayer, Uli Hoeness, comentou a novela entre o PSG e Neymar

© Fornecido por O jogo

Uli Hoeness teceu alguns comentários em torno da novela do eventual ingresso de Neymar no PSG. O presidente do Bayern adiantou que o clube alemão não estaria disposto a entrar numa negociação desta envergadura - o PSG poderá vir a pagar 222 milhões de euros pelo passe do avançado brasileiro -, salientando que a possível transferência de Neymar é um "sintoma de debilidade".

"Este é mais um sintoma de debilidade. Se tenho que gastar muito dinheiro para no final não conseguir nada, é um sinal de que não trabalhei tão bem antes. Por isso, não posso estar interessado numa operação com estas características. A contratação mais cara do mundo não deve ser necessariamente a melhor. Creio que devemos encontrar o nosso caminho no meio deste mar de tubarões de 100 e 200 milhões de dólares", atirou o líder do clube bávaro, numa conferência de imprensa em Singapura.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon