Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Horta convence Abel com ensaio no Bessa

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Alcides Freire

Depois de fazer dupla com Hassan e com Stojiljkovic, Paulinho entendeu-se bem com Ricardo Horta no Bessa. É a vantagem, como diz Abel Ferreira, de ter jogadores que fazem "mais do que duas posições"

O Braga vai jogar domingo, no Bonfim, com uma forma de atacar diferente da que era habitual desde o início da época. Tal como aconteceu no Bessa, contra o Boavista, para a Taça da Liga, Abel Ferreira deverá apostar na versatilidade de Ricardo Horta para jogar no apoio direto a Paulinho, o jogador mais adiantado no terreno.

Uma estrutura ofensiva diferente da que foi utilizada nos oito jogos anteriores, atendendo a que qualquer uma das outras quatro duplas era formada por atacantes mais posicionais. Com Ricardo Horta, que jogara no lado esquerdo do ataque em quatro jogos oficiais, a equipa do Braga ganha outra criatividade e uma maior capacidade de desequilíbrio.

© Fornecido por O jogo

No final desse jogo com o Boavista, que permitiu passar à 3.ª fase da Taça da Liga, foi o próprio Abel Ferreira a enaltecer a qualidade de Ricardo Horta numa posição diferente daquela que normalmente ocupava. "Tenho na equipa vários jogadores versáteis e, sinceramente, gosto disso.O Ricardo Horta por trás do avançado fez um belo jogo. Não vamos fazer nada num jogo se não o tivermos treinado", explicou.

O treinador do Braga elogiou na altura a capacidade dos seus jogadores de cumprir bem funções diferentes. "Uma das características desta equipa é ter vários jogadores que fazem mais do que duas posições, e bem. Porquê? Porque o processo é bem definido e sabem aquilo que têm de fazer. Depois podemos ter um jogador que joga melhor entre as linhas ou outro que procure mais a profundidade...", sublinhou.

É por isso muito provável que o técnico da equipa minhota volte a apostar, contra o V. Setúbal, numa frente mais móvel, com Xadas e Fábio Martins nas alas, jogadores que também dão velocidade e profundidade ao ataque. Até porque a alternativa seria colocar Hassan ao lado de Paulinho e fazer regressar Ricardo Horta a um dos flancos (Fábio Martins seria talvez o preterido), mas o avançado egípcio só hoje recomeça a treinar no Braga, depois de ter participado nos jogos do Egito da fase de qualificação para o Mundial"2018, pelo que dificilmente estará em condições de ser titular.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon