Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Hugo Almeida ainda não tinha visto tudo: sai do banco e acaba a guarda-redes

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/04/2017 Hugo Monteiro

Avançado internacional português Hugo Almeida terminou a defender a baliza do AEK de Atenas na qualificação para a final da Taça da Grécia em futebol.

O avançado internacional português Hugo Almeida terminou a defender a baliza do AEK de Atenas na qualificação para a final da Taça da Grécia em futebol, apesar da derrota caseira 0-1 frente ao campeão Olympiacos.

A expulsão do guarda-redes Anestis aos 90+6, admoestado com um segundo cartão amarelo, por queimar tempo, obrigou Hugo Almeida a assumir as funções num desafio em que o adversário e antigo internacional jovem luso -- e agora marroquino -- Manuel da Costa também foi expulso, aos 90+9.

© Reprodução/Facebook do AEK

O médio togolês Jacques-Alaixys Romao (82) marcou o único golo da partida, mas insuficiente para os visitantes, já que tinham sido surpreendidos em casa com derrota 1-2.

A primeira mão ficou marcada por cenas de violência que custam ao Olympiacos 150.000 euros e a condenação a disputar quatro jogos à porta fechada, numa pena que poderia ter ido até à perda de seis pontos para a equipa que foi treinada por Paulo Bento durante parte da época e que se sagrou campeã no domingo.

Além de Hugo Almeida, que começou o jogo no banco, o AEK contou com o médio André Simões na equipa, alinhando de início, tal como Diogo Figueiras e André Martins pelo Olympiacos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon