Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Imagem de Fátima juntou mais de 10.000 católicos em Luanda

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/10/2017 Administrator

Mais de 10.000 fiéis católicos angolanos participaram nos últimos dias, em Luanda, nas celebrações do centenário das "aparições" de Fátima, centradas na presença da Imagem Peregrina, o que aconteceu pela primeira vez em quase 70 anos.

A informação foi prestada à Lusa pelo porta-voz da comissão das celebrações, o padre Firmino Kaculo, depois de a Imagem Peregrina da Senhora de Fátima ter partido do aeroporto de Luanda de regresso a Portugal.

Acrescentou que as celebrações, que decorreram entre 13 e 23 de outubro, na igreja de Fátima, distrito urbano do Rangel, decorreram com normalidade, mas "superando as expectativas".

"Estamos em crer que os peregrinos viam e regressavam, mas rondam os mais de 10.000 fiéis, porque desde o dia em que a imagem chegou até ontem [segunda-feira], tivemos peregrinos vindos de todos os lados e de todas as partes do país", disse.

O padre Firmino Kaculo faz por isso um balanço "extremamente positivo" dos últimos 10 dias, até pela mobilização dos fiéis: "Até podemos dizer que ultrapassámos as expectativas, foi um momento muito especial e de graça para o povo angolano e para os fiéis em particular".

A última vez que aquela imagem esteve em Angola foi em 1948, no âmbito de uma peregrinação pelo continente africano, sendo esta a primeira visita desde a independência angolana.

No decurso das celebrações que tiveram início a 13 de outubro, com a chegada a Luanda da Imagem Peregrina da Senhora de Fátima, seguida de uma procissão de seis quilómetros com milhares de pessoas, até a paróquia de Fátima, várias atividades foram realizadas, até à missa pontifical de 22 de outubro, presidida pelo arcebispo de Luanda, Filomeno Vieira Dias.

De acordo com o padre da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos de Angola, todas atividades decorreram sem sobressaltos e todas as missas campais, diárias, foram realizadas normalmente.

"As missas programas todas foram realizadas com as respetivas intenções, que foi por exemplo pela expansão do sinal da Rádio Ecclésia - Emissora Católica de Angola, circunscrita apenas em Luanda, orações para as famílias, doentes, juventude e tudo foi conforme", explicou.

"A exemplo de Frei Maiato, a nossa devoção a Nossa Senhora de Fátima, Hoje e Sempre" foi o lema das celebrações, em Angola, do centenário das "aparições", que visou igualmente render homenagem ao frei Benjamim Maiato, antigo devoto de Fátima, que faleceu em maio, em Portugal.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon