Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Importações aumentam 12,8% e exportações 4,6% em julho -- INE

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Administrator

As importações aumentaram em julho 12,8% e as exportações 4,6%, em termos homólogos, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), agravando-se o défice da balança comercial para 1.057 milhões de euros.

De acordo com o gabinete, no caso das importações, os aumentos ocorreram em "todas as categorias económicas", com enfoque no crescimento dos combustíveis e lubrificantes, que rondou os 46% do total.

Quanto às exportações evidenciam-se os aumentos, em relação ao mesmo mês de 2016, nos fornecimentos industriais (mais 8,1%) e nas máquinas e outros bens de capital (mais 18,6%).

O INE acrescenta que o défice da balança comercial de bens se situou em 1.057 milhões de euros em julho deste ano, "o que representa um aumento de 446 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016".

"Excluindo os combustíveis e lubrificantes, a balança comercial atingiu um saldo negativo de 625 milhões de euros, correspondente a um acréscimo de 219 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2016", observa.

Relativamente às variações homólogas mensais, as importações tiveram um maior aumento para fora da União Europeia, de 28,5%, enquanto dentro da UE este número se fixou em 8,7%. As importações só diminuíram, em termos homólogos, no Reino Unido, nota o instituto.

Também as exportações aumentaram, tanto para dentro da União Europeia (onde se verificou um acréscimo de 8,7%), como para fora (aumento de 6,1%), registando-se apenas reduções para Espanha e Reino Unido.

No que toca aos principais países de destino das exportações, Angola e França foram os mercados que registaram a maior subida , de 55,3% e 7,1%, respetivamente, face ao que se tinha verificado no ano anterior.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon