Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Início do julgamento de advogado chinês dos direitos humanos Jiang Tianyong

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/08/2017 Administrator

O julgamento contra o advogado chinês especializado em casos de direitos humanos Jiang Tianyong, acusado de "incitar à subversão contra o poder do Estado" começou hoje, informou a agência noticiosa oficial Xinhua.

Num comunicado de dois parágrafos, a agência confirmou o início do julgamento do advogado e citou as acusações, frequentemente usadas pelo regime chinês contra dissidentes.

O jornal de Hong Kong South China Morning Post escreveu que este é o último ativista a ser julgado, no âmbito da campanha lançada por Pequim há quase dois anos contra advogados dos direitos humanos chineses.

O advogado foi acusado em junho, depois de passar seis meses detido pelas autoridades em local secreto.

Alguns partidários de Jiang e vários diplomatas estrangeiros reuniram-se junto ao Tribunal Popular Intermédio da cidade de Changsha, no centro do país, onde está a ser julgado.

Entre as pessoas ali reunidas, estão as mulheres de outros advogados implicados na "repressão 709" contra ativistas dos direitos civis, que começou em julho de 2015.

Nos últimos meses, a imprensa oficial chinesa acusou Jiang de mentir ao afirmar que foi torturado.

O jornal oficial Global Times escreveu que Jiang Tianyong afirmou em tribunal ter recebido formação no estrangeiro em "constitucionalismo ocidental", que lhe despertou ideias de derrubar o sistema socialista da China.

O ativista terá um advogado de defesa oficioso, depois de ter comunicado que despediu os advogados contratados pela família, numa carta alegadamente escrita pelo próprio Jiang Tianyong.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon