Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Assunção Cristas defende criação de cartão social do bombeiro

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu hoje a criação do cartão social do bombeiro, com vantagens que incentivem ao voluntariado, de forma a que não falte quem proteja as populações em caso de incêndios. Ao apresentar, em Fornelo do Monte, no concelho de Vouzela, as propostas feitas ao Governo na sequência dos incêndios que deflagraram no dia 15 de outubro, Assunção Cristas disse ser importante perceber "o que já existe e o que é preciso ...

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu hoje a criação do cartão social do bombeiro, com vantagens que incentivem ao voluntariado, de forma a que não falte quem proteja as populações em caso de incêndios.

Ao apresentar, em Fornelo do Monte, no concelho de Vouzela, as propostas feitas ao Governo na sequência dos incêndios que deflagraram no dia 15 de outubro, Assunção Cristas disse ser importante perceber "o que já existe e o que é preciso criar ou recriar" para garantir que as pessoas sintam "que vale a pena ser bombeiro" e que têm "algum estímulo e alguma vantagem".

"Parece-nos muito importante, porque precisamos de todos para este combate. Precisamos das equipas profissionais e de reforçar os corpos profissionais de bombeiros, muito especializados, com conhecimento técnico muito apurado para as questões do fogo florestal e do fogo rural. Mas, continuamos a precisar de muitos bombeiros voluntários, desde logo para fazer a proteção das populações", considerou.

A líder centrista referiu que, apesar de se dever fazer tudo o que for possível "para aumentar a profissionalização dos bombeiros e dos corpos especiais", continua a ser importante contar com o voluntariado.

"Continuamos a pensar que há espaço para todos. É preciso um trabalho muito profissional durante todo o ano na floresta e corpos específicos para atacar no imediato e na primeira hora, nos primeiros minutos, aquilo que são os fogos que deflagram e depois é preciso também quem esteja junto das populações", acrescentou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon