Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: BE pede fim imediato do SIRESP privado, PSD responsabiliza Costa

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/07/2017 Administrator

O BE exigiu hoje o fim imediato da parceria público privada do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), com o PSD a responsabilizar o primeiro-ministro pela vigência deste sistema.

Em plenário, na Assembleia da República, o projeto de resolução do Bloco de Esquerda (BE) para que o Governo denuncie o contrato do SIRESP, acabando com a sua componente privada na sequência de "sucessivas falhas" de funcionamento ao longo de mais de dez anos, foi acompanhada pelo PAN (Pessoas Animais e Natureza), "Os Verdes" e o PCP.

O PS, pela voz do seu vice-presidente da bancada Filipe Neto Brandão, criticou a oportunidade política da iniciativa do Bloco de Esquerda num momento em que se aguardam os resultados de uma série de relatórios sobre o funcionamento do SIRESP após a tragédia do incêndio de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, ocorrida em junho passado.

PSD e CDS-PP criticaram duramente a iniciativa do BE, considerando que apenas visou "branquear" as responsabilidades do Governo na tragédia de Pedrógão Grande e "simular uma ação de oposição", com o vice-presidente da bancada do PSD Carlos Abreu Amorim a frisar mesmo neste debate que foi António Costa, enquanto ministro da Administração Interna, em 2006, quem assinou o contrato ainda em vigor que regula o SIRESP.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon