Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Cáritas relança campanha para apoiar vítimas devido aos "muitos pedidos de apoio"

Logótipo de O Jogo O Jogo 25/08/2017 Administrator

A Cáritas Portuguesa anunciou hoje o relançamento da campanha de apoio às vítimas dos incêndios, cuja verba de 1,7 milhões de euros já angariada visa recuperar 48 habitações, e justificou a decisão com os "muitos pedidos de apoio".

"A situação dramática que se vive em todo o país tem levado a que a Cáritas esteja a receber muitos pedidos de apoio, continuando a crescer o número de famílias vulneráveis que estão a perder a sua primeira habitação, na sequência dos vários incêndios que têm devastado grande parte do território nacional", refere uma nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Na mesma nota, a Cáritas explica que a verba angariada na campanha anterior "está neste momento totalmente direcionada para a recuperação parcial e total de 48 habitações".

Segundo a Cáritas, 1,3 milhões de euros "estão destinados à Cáritas Diocesana de Coimbra, que está a trabalhar na reconstrução de 40 habitações". Destas, 15 estão localizadas em Pedrógão Grande, 20 em Castanheira de Pera, três na Sertã, uma em Figueiró dos Vinhos e outra na Pampilhosa da Serra.

Outros 441.883,16 euros "estão direcionados para a Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco".

Citado na nota de imprensa, o presidente da Cáritas de Portalegre-Castelo Branco, Elicídio Bilé, esclarece que, "além da reconstrução das oito habitações e aquisição de equipamento para duas empresas no concelho de Mação, existem novas situações".

Estas prendem-se com três casas em Vila de Rei, duas em Abrantes, uma no Gavião e ainda outra em Vila Velha de Ródão, apontou.

"Soube ainda hoje que temos mais duas casas em Oleiros, de primeira habitação", afirma aquele responsável.

A Cáritas Portuguesa esclarece que, "aos 200 mil euros disponibilizados no início do verão" por esta instituição para apoio à reconstrução, "são agora somados mais cem mil euros do seu fundo de emergências nacionais".

"Contudo, este montante não é suficiente para cobrir as necessidades atuais, pelo que a direção da Cáritas Portuguesa decidiu relançar a campanha de apoio às vítimas dos incêndios, procurando, com a solidariedade de todos os portugueses, devolver a esperança às populações mais afetadas", acrescenta.

Em junho, um incêndio, que começou em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, e alastrou-se a outros concelhos, provocou 64 mortos e mais de 200 feridos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon