Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Câmara de Arganil pede suspensão de entrega de roupa

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/10/2017 Administrator

A Câmara de Arganil pediu hoje que os vários movimentos solidários não entreguem mais roupa no município, já que começa a ser um bem em "excesso".

O concelho de Arganil, em Coimbra, foi um dos mais atingidos pelos incêndios de domingo, que provocaram a morte a pelo menos 44 pessoas.

"Agradecemos todos os bens doados até ao momento no ponto de recolha da Cerâmica e pedimos, por favor, para não entregarem mais roupa, uma vez que os apoios nesse sentido têm sido imensos e começamos a entrar em excesso deste bem".

A autarquia apela, por outro lado, para a entrega de água, bens alimentares, produtos de higiene e comida para animais. Neste último caso, pede para se contactar previamente através do número 968 927 842.

As centenas de incêndios que deflagraram no domingo, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, provocaram 44 mortos e cerca de 70 feridos, mais de uma dezena dos quais graves.

Os fogos obrigaram a evacuar localidades, a realojar as populações e a cortar o trânsito em dezenas de estradas, sobretudo nas regiões Norte e Centro.

Esta é a segunda situação mais grave de incêndios com mortos em Portugal, depois de Pedrógão Grande, em junho deste ano, em que um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 vítimas mortais e mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon