Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Combate evolui de forma favorável em Abrantes, uma frente ativa

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/08/2017 Administrator

Uma frente de fogo continuava ativa cerca das 12:00 de hoje em Abrantes, no incêndio que deflagrou em Aldeia do Mato, estando a evoluir favoravelmente e em direção a uma área queimada, segundo a presidente do município.

Em declarações à agência Lusa, cerca das 12:00, a partir do posto de comando instalado na localidade de Carvalhal, Maria do Céu Albuquerque disse que o combate "está a evoluir favoravelmente, mantendo uma frente ativa", tendo realçado, no entanto, que "o vento está a empurrar as chamas para uma área já queimada".

Segundo disse a presidente da Câmara de Abrantes, no distrito de Santarém, "não há situações de perigo" para pessoas ou habitações, tendo perspetivado que, "a manterem-se as atuais condições, o fogo pode entrar em resolução dentro de poucas horas".

Hoje de manhã, a autarca tinha referido à Lusa que a frente ativa estava "na zona da Pucariça", freguesia de Rio de Moinhos, tendo afirmado que a situação estava "controlada, embora com alguns reacendimentos, e muito trabalho de rescaldo e consolidação".

No decurso deste incêndio, que deflagrou às 18:14 de quarta-feira, uma habitação ardeu totalmente na localidade de Aldeia do Mato, tendo a família, de cinco pessoas, sido realojada na casa paroquial local.

Seis aldeias (Medroa, Braçal, Amoreira, Pucariça, Aldeia do Mato e Carreira do Mato) foram evacuadas parcialmente, tendo cerca de 50 pessoas sido transferidas para locais mais seguros, entre elas, cerca de 25, para o Regimento de Apoio Militar de Emergência" (RAME), no Quartel Militar de Abrantes.

O fogo chegou a estar "dentro da cidade", mas já "não existe qualquer perigo", reforçou.

Há a registar, segundo a autarca, 16 feridos ligeiros, devido a pequenas queimaduras e inalação de fumo.

Até ao momento, o perímetro atingido "é de cerca de cinco mil hectares, não sendo a totalidade atingida pelo fogo".

O incêndio que lavra na zona de Abrantes, no distrito de Santarém, desde quarta-feira, levou ao corte da Autoestrada da Beira Interior (A23) em ambos os sentidos, mas a circulação foi restabelecida às 23:05.

Segundo a página da ANPC, às 12:15 de hoje, o incêndio continuava "ativo, com uma frente em povoamento florestal".

Estão cortadas ao trânsito diversas vias, como a Estrada Nacional (EN) 3, a EN 358, a Estrada Municipal (EM) 544, e a EM 1212-1.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon