Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Comissão independente diz que ouviu cargos de topo da Proteção Civil

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

O presidente da comissão independente que analisou o que se passou no incêndio de Pedrógão Grande garante que foram ouvidos os cargos de topo da Proteção Civil e que tudo o que está no relatório "está bem documentado".

Em declarações à agência Lusa em resposta às críticas da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) sobre o relatório da comissão técnica independente, Joao Guerreiro afirma: "O relatório (...) foi baseado nos depoimentos e na documentação, na própria documentação da ANPC fornecida à Comissão Técnica Independente durante o processo de elaboração do relatório".

"Tudo o que está escrito no relatório está suportado por declarações e documentos que analisámos, debatemos e sintetizámos no relatório", afirmou João Guerreiro, sublinhando que não conhece ainda o documento elaborado pela proteção civil com as críticas, que hoje foi divulgado pela TSF e pelo jornal i.

Neste documento, enviado para o Ministério da Administração Interna, entre outras críticas, a proteção civil aponta "omissões graves", erros e contradições ao relatório da comissão independente e, como exemplo, diz que ninguém de topo do comando nacional da ANPC foi ouvido ou contactado pelos peritos da comissão.

Questionado pela Lusa, João Guerreiro contraria esta crítica: "Todos os comandantes de operações de socorro (COS) foram ouvidos e o próprio topo da ANPC foi ouvido também, o presidente e o comandante Rui Esteves, que esteve na minha presença também na Assembleia da República e, portanto, o que está escrito no relatório resulta da análise detalhada das entrevistas que tivémos com a totalidade dos responsáveis pela operação".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon