Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Detido sapador florestal suspeito de atear fogo na Covilhã

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/09/2017 Administrator

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um sapador florestal de 34 anos por suspeita de ter ateado o fogo que deflagrou no domingo no concelho da Covilhã, distrito de Castelo Branco.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal da PJ Guarda adianta que o suspeito foi detido ao "início da madrugada de hoje" e que este se encontrava no local numa ação de prevenção.

"O detido é um elemento da própria equipa de sapadores florestais que se encontrava no terreno em missão de prevenção, mas que ateou o fogo de forma dissimulada, por meio de chama direta".

Segundo a nota, o suspeito será agora presente às autoridades judiciárias para efeitos de primeiro interrogatório e submissão a adequadas medidas de coação.

A PJ lembra que este incêndio começou às 16:47, na localidade de Abuceira, freguesia de Erada, no concelho da Covilhã, e que arderam "várias centenas de hectares de mata e de floresta, tendo sido colocadas em perigo várias populações existentes na zona".

O combate a este fogo envolveu mais de 300 operacionais, auxiliados por 86 veículos e onze meios aéreos, sendo que o mesmo só foi dado como dominado hoje, a meio da manhã.

Segundo a informação disponibilizada na página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), às 15:30 permaneciam neste teatro de operações 243 operacionais, auxiliados por 74 veículos e um meio aéreo.

No comunicado, a PJ também adianta que no corrente ano já identificou e deteve 85 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon