Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Distrito da Guarda e de Bragança são os que mais preocupam os bombeiros

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Administrator

Os incêndios que lavram nas localidades de Rochoso e de Murça, no distrito da Guarda, e Açoreira, Bragança, são os que mais preocupavam os bombeiros, disse à Lusa fonte da Proteção Civil, num balanço feito pelas 00:15.

Em declarações à agência Lusa, o comandante Paulo Santos, da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), referiu que às 00:15 estavam ativos 24 incêndios, sendo que destes, três mereciam uma especial atenção por parte dos operacionais, dois deles no distrito da Guarda e um no de Bragança.

"Estamos a falar de incêndios que decorrem em zonas remotas, o que dificulta, por vezes, a chegada de meios. Estão os três a lavrar em zona de serra e não temos registo de vítimas", ressalvou.

No distrito da Guarda, o incêndio na localidade de Rochoso, concelho da Guarda, cujo atelta foi dado segunda-feira às 13:15, mobilizava hoje ao início da madrugada 624 operacionais e 200 meios terrestres.

No mesmo distrito, na localidade de Murça, concelho de Vila Nova de Foz Coa, 112 operacionais, apoiados por 34 viaturas combatiam um incêndio em zona de mato, que deflagrou no domingo, pelas 18:48.

Mais a norte, no distrito de Bragança, um incêndio que lavra na localidade de Açoreira, concelho de Torre de Moncorvo, desde terça-feira às 14:02, mobilizava hoje 262 operacionais e 92 viaturas.

Pelas 00:15 de hoje, em Portugal Continental estavam 24 incêndios ativos, para os quais estavam mobilizados 2.192 operacionais, apoiados por 701 meios terrestres.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon