Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Duas frentes "preocupantes" no concelho de Mação - autarca

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/08/2017 Administrator

A Proteção Civil chegou a dizer que a situação estava mais calma em Mação, mas durante a tarde de hoje surgiram duas frentes "preocupantes" junto às populações de Vale de Abelha e Ortiga, informou o presidente da Câmara.

"O incêndio está, neste momento, a circundar Ortiga", disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, referindo que outra frente passou por Rosmaninhal e cria agora uma "situação crítica" na população de Vale de Abelha.

Para já, assegurou, ainda "não foi preciso retirar pessoas".

Segundo o vice-presidente do município, António Louro, seria apenas "uma questão de aguentar mais algumas horas" para o incêndio ser dado como dominado.

Ao início da tarde, depois de uma situação de aparente acalmia, começou a surgir no horizonte uma grande coluna de fumo, junto a Ortiga.

"O que acontece é que os combustíveis estão secos e a extensão de área ardida é tão grande que é impossível de controlar toda a área rescaldada. Se começa a arder, reacende-se e reacende-se imediatamente com enorme intensidade", notou.

De uma situação em que não havia quase fogo nenhum, "passa-se para a desordem total", sublinhou.

Já na quinta-feira a aldeia de Ortiga tinha sido ameaçada pelas chamas e hoje de manhã habitantes da localidade referiam à agência Lusa que não conseguiam descansar porque ainda havia zonas verdes com o risco de arderem.

As suas preocupações acabaram por se confirmar.

O incêndio de Mação, no distrito de Santarém, mobilizava, às 16:45, 709 operacionais, 217 veículos e nove aviões, de acordo com a página da Proteção Civil.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon