Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Escolas de Vagos vão continuar encerradas

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/10/2017 Administrator

As escolas em Vagos vão continuar encerradas na terça-feira devido aos incêndios que continuam ativos nas localidades de Ouca, Salgueiro, Soza e Fontão, anunciou hoje a autarquia local.

"Atentas as circunstâncias excecionais, sobretudo por razões de segurança, foi decidido manter encerrados todos os Estabelecimentos de Ensino do Concelho de Vagos, incluindo as creches instaladas nos Centros Sociais e o Complexo Desportivo", refere a autarquia liderada por Silvério Regalado, que na noite de domingo ativou o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil.

A autarquia previne que se "encontram ainda bastante ativos incêndios em Calvão e na Parada de Cima (antiga estrada dos Alemães); e focos de incêndio em Ouca, Salgueiro, Soza e Fontão. Existem ainda reacendimentos em diversos locais, facto que constitui alerta permanente, sobretudo por parte das populações".

Os meios envolvidos nos diversos teatros de operações no concelho são os seguintes: 25 viaturas de bombeiros e 88 operacionais; três viaturas da GNR e oito operacionais; seis máquinas pesadas; quatro viaturas do Regimento de Engenharia 10 e 19 operacionais.

"Neste momento, contamos com a colaboração dos Bombeiros de Estarreja, Albergaria, S. João da Madeira, Murtosa, Ovar, Anadia, Oliveira de Azeméis e Pampilhosa", refere a autarquia, que informa ainda também que o Centro de Saúde de Vagos estará a funcionar até às 24 horas de hoje.

O Pavilhão Municipal de Vagos está aberto para a receção a eventuais desalojados.

No concelho vizinho de Oliveira do Bairro, o presidente da Câmara cessante, Mário João Oliveira, divulgou hoje uma nota em que "enaltece o trabalho dos bombeiros", não só do concelho bairradino, "mas também de outras corporações presentes, e da Guarda Nacional Republicana, que fizeram tudo o que foi humanamente possível, com grande sacrifício e enorme coragem e determinação, para que as consequências desta calamidade não fossem ainda mais trágicas".

Em Oliveira do Bairro, os incêndios "lavraram em simultâneo", nas últimas 24 horas, em três das quatro freguesias (Oiã, Palhaça e União das Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa), colocando em perigo pessoas e bens.

"Uma palavra especial para as populações que, mais uma vez, demonstraram uma atitude de grande solidariedade e de enorme coragem, lutando com todas as suas forças, lado a lado com os nossos bombeiros e GNR, para que pessoas e bens ficassem a salvo das chamas.", conclui o autarca.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon