Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Fogo descontrolado em Vila de Rei obriga à evacuação de aldeias de Mação

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/08/2017 Administrator

As aldeias de Louriceira e Cerro do Outeiro, em Mação (Santarém) começaram a ser evacuadas ao final da tarde devido à intensidade do incêndio que se aproxima vindo de Vila de Rei, distrito de Castelo Branco.

"Decidimos começar a evacuar as aldeias de Louriceira e Cerro do Outeiro", ambas situadas na União de Freguesias de Mação, Aboboreira e Penhascoso, "devido à intensidade com que o fogo está a lavrar em Vila de Rei e que se dirige para o nosso território", disse à agência Lusa, cerca das 19:00, o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela.

Este incêndio passou Vale do Grou (em Vila de Rei) e a EN2 (que separa os dois municípios) e lavra com muita intensidade em zona de eucaliptal e pinhal, em direção à União de Freguesias de Mação e ainda à freguesia de Amêndoa.

"As pessoas estão a ser transferidas por um autocarro da autarquia para o Centro de Dia da Aboboreira, por uma questão de precaução, e para o fazermos de forma atempada, uma vez que está a cair a noite e para processo ser feito com a tranquilidade ainda possível", disse o autarca de Mação, que viu cerca de 18 mil hectares do território que gere serem consumidos pelas chamas nos últimos dias de julho.

"Temos os meios pré-posicionados para tentar combater um fogo que continua descontrolado e que se dirige para Mação, com muitas projeções, precisamente para as zonas que não arderam há umas semanas atrás e que são uma parte substancial do que nos resta", observou Vasco Estrela.

Contactado pela Lusa, cerca das 19:30, o vice-presidente da Câmara de Vila de Rei, Paulo César, disse que o fogo "continua a lavrar de forma descontrolada, com duas frentes, uma delas em direção a Mação e com aldeias por perto, ainda em Vila de Rei", nomeadamente Quinta das Laranjeiras, Ribeiros, Lousa, Vale das Casas e Água Formosa.

"Estamos a tentar controlar o ímpeto das frentes deste incêndio que continua descontrolado, mas, essencialmente, a defender e proteger pessoas e habitações", concluiu.

O incêndio de Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, já obrigou à deslocação de mais de 100 habitantes cujas casas estavam ameaçadas pelo fogo.

O incêndio que deflagrou em Zaboeira, Vila de Rei, às 18:40 de domingo, mantinha-se ativo e com duas frentes, cerca das 20:00 de hoje, e estava a ser combatido por 427 operacionais, apoiados por 135 viaturas e quatro meios aéreos, segundo a página da Proteção Civil.

Ainda no domingo, às 19:30, foi ativado o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Vila de Rei.

Segundo a página da ANPC, às 20:00, a EN 2 estava cortada entre Vila de Rei e Sardoal, e a EN 348 cortada entre Vila de Rei e Ferreira do Zêzere.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon