Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Fogo em Sardoal "começa a ceder aos meios" e vai ser combatido noite dentro - ANPC

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/08/2017 Administrator

O incêndio que lavra desde as 16:29 de hoje em Cabeça das Mós, concelho de Sardoal, "começou a ceder aos meios no terreno" e "vai ser combatido durante toda noite, a par da proteção a povoações", disse fonte da ANPC.

Em declarações à Lusa às 21:30, Patrícia Gaspar, adjunta nacional de operações da Proteção Civil, disse que no incêndio em Sardoal "o vento continua forte e mantém três frentes ativas", tendo, no entanto, referido que o fogo "está a começar a ceder aos meios, nos vários setores".

Segundo aquela responsável, neste incêndio que lavra em zona de pinhal e com "muitas pequenas povoações e habitações dispersas" na mancha florestal, "não foi necessário proceder à evacuação de nenhuma aldeia", tendo realçado, no entanto, a necessidade de continuar a "fazer proteção a povoações dispersas em Cabeça das Mós, Mouriscas, onde ardeu um barracão de arrumos, Cabrais, Pinheiro e Casal Vares", algumas das quais já no concelho de Abrantes.

"O combate vai continuar durante a noite e a previsão é que o vento acalme, pelo que as perspetivas são favoráveis", concluiu aquela responsável da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Contactado pela Lusa, Miguel Borges, autarca sardoalense que se encontra no posto de comando, em Cabeça das Mós, reconheceu que o combate está a ser "complicado, principalmente pelo vento, pelos reacendimentos, e proximidade de habitações", tendo realçado como fatores favoráveis ao combate ao incêndio um "grande número de meios no terreno" e, com o cair da noite, "a descida das temperaturas e o aumento da humidade".

O vento é o "principal fator condicionante" ao combate, reafirmou o presidente da autarquia, tendo referido que a população "vai estar nas ruas, apreensiva, e atenta ao desenrolar dos acontecimentos".

Às 22:00, segundo a página da internet da ANPC, o incêndio que lavra naquele município do distrito de Santarém estava a ser combatido por 404 operacionais, apoiados por 133 viaturas.

À mesma hora continuavam cortadas ao trânsito a EM 1243, em Entre Vinhas, a EN 358 - Cruzamento de Valhascos, e a EN 1220 - Entrada de Entre Serras.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon