Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios fora de controlo no Canadá forçam prolongamento do estado emergência

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O estado de emergência na Colúmbia Britânica, devastada por gigantescos fogos florestais, que provocaram a retirada de 46 mil pessoas, foi prolongado e os afetados vão ser ajudados, anunciou na quarta-feira o primeiro-ministro desta província canadiana.

"Temos tido numerosos desafios para resolver e temos ainda mais pela frente", declarou John Horgan, que sucedeu na terça-feira a Christy Clark.

"Uma resposta forte e coordenada é importante face a esta situação", acrescentou, anunciando o prolongamento por duas semanas do estado de emergência, decretado em 07 de julho e que devia expirar na sexta-feira.

Nesta província, situada na costa do Pacífico, 140 fogos continuavam ativos na quarta-feira, segundo os bombeiros.

Mais de metade destes fogos continuava fora de controlo, segundo o Centro Interserviços dos Fogos Florestais do Canadá.

A seca que se prolonga há várias semanas e os ventos fortes atiçam os incêndios na província, que já cobrem várias centenas de quilómetros quadrados.

Desde 01 de abril, 674 fogos destruíram 3.530 quilómetros quadrados e o custo estimado apenas para os serviços de emergência excede os 105 milhões de dólares canadianos (72,5 milhões de euros) desde abril.

De momento, as autoridades declararam que não tinham uma estimativa exata do número de casas destruídas pelas chamas, nem do custo total da destruição provocadas pelos incêndios, mencionando não obstante "uma situação sem precedentes".

O primeiro-ministro prometeu uma ajuda de 600 dólares canadianos por família retirada, montante que pode duplicar se os sinistrados não puderem regressar a casa dentro de duas semanas.

Mais de 36 mil dos 46 mil retirados já estão registados junto da Cruz Vermelha canadiana, e mais de três quartos das famílias registadas já beneficiaram de ajuda financeira.

Cerca de três mil bombeiros, assistidos por mais de 200 helicópteros e aviões, combatem o fogo e são esperados mais reforços, designadamente 50 bombeiros australianos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon