Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Gavião quer "renascer das cinzas" com reflorestação

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/10/2017 Administrator

O município de Gavião, no distrito de Portalegre, vai promover várias ações de reflorestação no concelho, um dos mais fustigados pelos incêndios e onde ardeu cerca de 35 por cento da área, para procurar "renascer das cinzas".

"Vamos fazer um conjunto de ações de reflorestação pelo concelho e hoje já fizemos a primeira, na zona da Quinta do Alamal, com cerca de 300 árvores", disse à agência Lusa o vice-presidente da câmara municipal, António Severino.

Durante a iniciativa, que contou com o apoio do Automóvel Club de Portugal, Agrupamento de Escolas do Gavião e da Associação de Produtores Florestais da Freguesia de Gavião, foram plantados sobreiros, azinheiras e medronheiros.

Vários pilotos, que vão participar na 31.ª Baja Portalegre 500, prova de todo o terreno a disputar ainda este mês, e cerca de 30 crianças do pré-escolar, plantaram as árvores de forma simbólica com a ajuda de sapadores florestais do concelho.

No verão deste ano, segundo o município, os incêndios consumiram "5.900 hectares" na freguesia rural de Belver, o equivalente a 81 por cento da sua área florestal, e 1.800 hectares na freguesia de Gavião, tendo ardido "35 por cento da área total do concelho".

O presidente da Câmara de Gavião, José Pio, adiantou à Lusa que "continua a inventariação dos prejuízos" materiais causados pelas chamas, estando já avaliados em "um milhão de euros".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon