Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Governo reforça papel das Forças Armadas e dá prioridade à defesa das povoações

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/10/2017 Administrator

O Governo prepara-se para aprovar hoje, em Conselho de Ministros, um reforço do envolvimento das Forças Armadas no combate aos incêndios, e uma revisão do modelo de Proteção Civil, concentrando-a mais na defesa das pessoas e povoações.

Estas são duas medidas que, de acordo com fonte do executivo, deverão sair da reunião extraordinária de hoje do Conselho de Ministros, que se inicia às 10:30 na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento.

Segundo a mesma fonte, o Governo pretende efetuar uma "reforma sistémica" na prevenção e combate aos incêndios florestais, passando a Proteção Civil a "concentrar-se mais na defesa das pessoas e das povoações".

Em matéria de Defesa Nacional, o executivo socialista adianta que haverá um reforço do envolvimento das Forças Armadas no sistema de proteção civil, sobretudo no "apoio em caso de catástrofe", e um "reforço na gestão de meios aéreos de combate a incêndios".

Por outro lado, "o Ministério da Agricultura, especialmente através do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), assumirá maior ação na prevenção estrutural e apoio ao combate aos incêndios rurais".

Na segunda-feira, numa declaração ao país, o primeiro-ministro afirmou saber que o país exige ao seu Governo resultados em "contrarrelógio", adiantando que, na sequência deste Conselho de Ministros extraordinário, serão lançadas reformas no modelo da Proteção Civil, abrangendo prevenção, combate, gestão de meios aéreos e comunicações.

"Está na altura de reformular o nosso modelo. Digo isto com particular à vontade, porque há cerca de dez anos conduzi uma reforma da Proteção Civil que permitiu ao país, durante dez anos, diminuir significativamente a área ardida", disse, referindo-se ao período em que desempenhou as funções de ministro da Administração Interna (2005/2007).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon