Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Militares apoiam combate a chamas na Marinha Grande

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/10/2017 Administrator

Cerca de duas dezenas de militares de Vendas Novas estão a caminho da Marinha Grande para apoiarem no combate às reativações de focos de incêndio, no qual já estão envolvidos outros 21 militares de Caldas da Rainha.

De acordo com a Câmara Municipal daquela cidade do distrito de Leiria, já estão envolvidos naquele trabalho 21 militares de Caldas da Rainha, estando já a caminho outros tantos oriundos de Vendas Novas.

Para além dos militares, "estão empenhados no combate aos vários focos do incêndio 375 bombeiros", apoiados por 115 meios terrestres, entre os quais quatro máquinas de rastos, dois bulldozers e duas pás carregadoras, e um meio aéreo.

Os meios de combate às reativações das chamas "estão especialmente mobilizados" para os focos de incêndio nas zonas de Ponto Novo, em São Pedro de Moel, Gaeiras e Pilado, adianta a autarquia, numa nota publicada na sua página no Facebook.

Mantém-se encerradas ao trânsito as estradas Atlântica, entre São Pedro de Moel e Pedrógão, e a regional 242-2, que liga Marinha Grande a São Pedro de Moel, mas, sublinha a Câmara, "não há situações alarmantes".

A autarquia reitera "o pedido para que todos evitem a deslocação aos locais das ocorrências, ainda que os focos de incêndio se encontrem aparentemente extintos".

A circulação automóvel ou pedonal nesses locais "deve efetuar-se com muito cuidado, por existir o risco de queda de árvores e de outra vegetação", alerta a Câmara da Marinha Grande, sublinhando que "a circulação deve restringir-se ao indispensável, para que se garantam as adequadas condições de segurança".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon