Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Onze casas já estão em processo de reconstrução - ministro

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Administrator

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, anunciou hoje que 11 habitações afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande e Góis, em junho, já estão em processo de reconstrução.

"Já temos 11 casas em reconstrução", sendo que em seis destas as obras arrancaram no início desta semana, informou Pedro Marques, após a reunião entre o Governo e sete municípios do Pinhal Interior, na região Centro, que foram afetados pelos incêndios.

Segundo o ministro, os processos de reconstrução foram desburocratizados.

Até cinco mil euros, as obras podem arrancar de imediato e, até 25 mil euros, também "podem avançar desde que apresentem três orçamentos", explanou Pedro Marques, realçando que foram identificados projetos-tipo "para as casas que têm de ser reconstruídas totalmente", o que poderá levar a um processo de reabilitação mais célere.

"Estamos a fazer o que todos temos de fazer e o que devemos fazer", vincou o membro do executivo.

Quando questionado pelos jornalistas sobre as críticas da oposição de uma resposta lenta às populações afetadas, Pedro Marques frisou que, acima de tudo, preocupa-se com "o que dizem as pessoas e as famílias", compreendendo que estas "queiram ver tudo a andar o mais rápido possível".

No entanto, registou, "para que cada euro aplicado seja aplicado onde ele deve ser aplicado", não se podem fazer "as coisas ao mesmo ritmo a que o fogo, infelizmente, queimou aquelas casas ou aquelas aldeias", realçando que o Governo quer "aplicar de forma rigorosa o dinheiro público e o dinheiro da solidariedade dos portugueses".

Dois grandes incêndios começaram no dia 17 de junho em Pedrógão Grande e Góis, tendo o primeiro provocado 64 mortos e mais de 250 feridos. Foram extintos uma semana depois.

Estes fogos terão afetado aproximadamente 500 habitações, 169 de primeira habitação, 205 de segunda e 117 já devolutas. Quase 50 empresas foram também afetadas, assim como os empregos de 372 pessoas.

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas, que consumiram 53 mil hectares de floresta.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon