Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Plano Distrital de Emergência de Proteção Civil de Coimbra desativado

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/08/2017 Administrator

O Plano Distrital de Emergência de Proteção Civil de Coimbra foi hoje desativado, bem como os de Miranda do Corvo e de Coimbra, disse hoje a Proteção Civil, indicando que se mantêm ainda ativos cinco planos municipais.

De acordo com a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, os cinco planos municipais que permanecem ativados são os dos concelhos de Cantanhede, Ferreira do Zêzere, Vila de Rei, Fundão e Castelo Branco.

O Plano Distrital de Emergência de Proteção Civil de Coimbra foi ativado na passada sexta-feira, devido a um incêndio florestal que lavrou com intensidade na zona de Lamarosa.

Relativamente ao reforço dos meios de combate aos incêndios, Patrícia Gaspar avançou que Espanha disponibilizou mais uma equipa para apoiar os bombeiros portugueses, contabilizando-se já duas equipas espanholas e Marrocos mantém o avião a operar nos incêndios florestais.

A responsável da Proteção Civil referiu ainda que se encontram nos diferentes teatros de operações de combate aos incêndios 17 máquinas de rasto, 26 grupos de reforço dos bombeiros e 639 militares do Exército, da Marinha e da Força Aérea.

Sobre as previsões meteorológicas para os próximos dias, Patrícia Gaspar disse que prevê-se uma subida das temperaturas a partir de quinta-feira, sobretudo no interior do país, com vento forte e humidade relativa baixa.

Face a este cenário, a ANPC decidiu manter o estado de 'Alerta Laranja' para o dispositivo especial de combate a incêndios florestais, em todos os distritos do Continente, pelo menos até 20 de agosto, informou a responsável da Proteção Civil.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon