Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Incêndios: Vinte e nove concelhos de sete distritos em risco 'máximo'

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/07/2017 Administrator

Vinte e nove concelhos de sete distritos de Portugal continental estão hoje em risco 'máximo' de incêndio, segundo informação disponível na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o Instituto, estão hoje em risco 'máximo' de incêndio vinte e nove concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Castelo Branco, Guarda e Bragança.

O IPMA colocou ainda vários concelhos em risco 'elevado' e 'muito elevado' em todos os 18 distritos de Portugal Continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre "reduzido" e "máximo".

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

ÀS 06:30, de acordo com informação disponível na página da Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), estavam ativos 17 fogos, dois em curso, um em resolução e 14 em fase de conclusão.

O incêndio de maiores dimensões e ainda por controlar era hoje de manhã o fogo que deflagrou na terça-feira na localidade de Murça, freguesia de Freixo de Numão, concelho de Vila Nova de Foz Coa, distrito da Guarda.

Este incêndio está a ser combatido por 238 operacionais, com o apoio de 68 veículos.

Em fase de resolução está o fogo que deflagrou terça-feira Póvoa de Cervães e Santiago de Cassurães, concelho de Mangualde, no distrito de Viseu, encontrando-se no local 195 operacionais, com o apoio de 66 veículos.

O incêndio em Rochoso, no concelho e distrito da Guarda, que lavrava desde segunda-feira e chegou a mobilizar 718 operacionais e cortou várias vezes a A25, entrou hoje de madrugada em rescaldo, estando ainda no local 651 operacionais e 199 veículos.

Em fase de conclusão, estava às 06:30, o incêndio que deflagrou na terça-feira em Açoreira, concelho de Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje nas regiões do Norte e Centro céu geralmente muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir do início da tarde, e períodos de chuva, em geral fraca, até ao início da tarde.

A previsão aponta ainda para vento em geral fraco do quadrante oeste, rodando para noroeste partir da tarde, sendo moderado nas terras altas, neblina ou nevoeiro matinal e descida da temperatura máxima nas regiões do interior.

Na região Sul prevê-se céu pouco nublado ou limpo, apresentando temporariamente muito nublado até ao início da tarde no Alentejo e litoral oeste, com possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca no Alto Alentejo.

Está também previsto vento em geral fraco predominando de noroeste, soprando moderado no litoral oeste a partir da tarde e de sudoeste no sotavento algarvio durante a tarde, neblina ou nevoeiro matinal e descida da temperatura máxima nas regiões do interior.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 18 e 26 graus celsius, no Porto entre 16 e 24, em Vila Real entre 14 e 23, em Viseu entre 12 e 24, em Bragança entre 14 e 26, na Guarda entre 12 e 23, em Coimbra entre 16 e 24, em Castelo Branco entre 16 e 29, em Santarém entre 16 e 28, em Portalegre entre 14 e 27, em Évora e Beja entre 16 e 30 e em Faro entre 19 e 30.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon