Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Insultos e tarjas valem 4414 euros à Liga

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/03/2017 Hugo M. Monteiro

Conselho de Disciplina (CD) revelou os castigos e multas referentes à 25ª jornada da I Liga e 31ª da II Liga.

© Miguel Pereira/Global Imagens

À conta de insultos de jogadores e adeptos, além de tarjas exibidas nas bancadas, a Liga faturou 4414 euros na 25ª e 31ª jornadas da I e II Liga.

Esta terça-feira, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) divulgou o comunicado com as decisões sobre castigos aplicados a jogadores e clubes, que revela que o Sporting foi multado em 765 euros, depois de os adeptos exibirem uma tarja com a inscrição "agentes jogadores comissionistas corrida a esses chupistas".

Em termos de insultos, V. Guimarães, Braga e Chaves foram os clubes com maiores penalizações. Depois da polémica arbitragem do jogo com o Estoril, o clube vimaranense recebeu uma multa de 1149 euros.

No jogo entre flavienses e bracarenses, a equipa da casa foi punida em 765 euros, por insultos dos adeptos a elementos da comitiva do Braga e ao árbitro, enquanto Jorge Simão protestou contra Vasco Santos e foi punido com o mesmo valor.

O Paços de Ferreira também foi multado em 612 euros por palavras de Vasco Seabra dirigidas ao árbitro: "Até que enfim marcas falta, c...", terá dito o técnico dos pacenses.

Na II Liga, os cânticos dos adeptos também valeram a aplicação de coimas a Leixões e Académica, no valor de 179 euros cada.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon