Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Investimento estrangeiro precisa da Guiné-Bissau estável -- embaixador dos EUA

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/09/2017 Administrator

O embaixador dos Estados Unidos para a Guiné-Bissau, Tulinabo Mushingi, advertiu que o investimento privado precisa de um país estável, salientando que os empresários não gostam de incertezas.

"O que sei é que os investimentos privados necessitam de um país estável. Os investimentos estrangeiros não gostam de uma situação onde não há certezas", afirmou em entrevista à Lusa o diplomata, recentemente nomeado embaixador não residente na Guiné-Bissau.

Apesar de o Fundo Monetário Internacional (FMI) considerar que a Guiné-Bissau continua a demonstrar desenvolvimentos positivos da sua economia e prever um crescimento económico de cinco por cento para este ano e 2018, o embaixador salientou que é um governo estável que atrai investimento estrangeiro.

"São os investimentos privados que vão criar emprego, porque nem todas as pessoas podem ser ministros ou funcionários públicos", disse.

Para o diplomata, na Guiné-Bissau é "preciso começar a criar empregos" e há empresas norte-americanas interessadas em investir nos fosfatos, energia, telecomunicação e agricultura, mas é preciso estabilidade governativa.

"Nós pensamos que há oportunidades, mas o país deve ser estável para haver certezas de que o investimento não vai desaparecer", disse.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon