Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Investimento externo direto em Macau subiu 31,9% em 2016

Logótipo de O Jogo O Jogo 13/10/2017 Administrator

Macau captou 11,81 mil milhões de patacas (1,24 mil milhões de euros) de investimento estrangeiro direto em 2016, mais 31,9% comparativamente a 2015, indicam dados oficiais hoje divulgados.

Segundo a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), o aumento é "devido a alguns bancos e empresas do jogo terem reinvestido os seus lucros".

Em comunicado, a DSEC refere que os fluxos do investimento direto do exterior dos ramos de atividade económica dos bancos e corretagem foram de 4,91 mil milhões de patacas (491 milhões de euros), enquanto os dos seguros e da construção foram de 3,59 mil milhões de patacas (377,4 milhões de euros) e 2,58 mil milhões de patacas (271,2 milhões de euros), respetivamente.

Além disso, o fluxo do ramo do jogo que em 2015 tinha negativo (-6,02 mil milhões de patacas ou 683 milhões de euros), passou no ano passado para 616 milhões de patacas (64,7 milhões de euros).

Hong Kong surge como o território de residência dos investidores de onde foi proveniente o maior fluxo do investimento direto do exterior, num total de 9,06 mil milhões de patacas (952 milhões de euros).

Da China chegaram a Macau investimentos de 4,87 mil milhões de patacas (511,9 milhões de euros), e das Ilhas Virgens Britânicas um total de 2,52 mil milhões de patacas (264,9 milhões de euros).

Já o procedente das Ilhas Caimão (-10,04 mil milhões de patacas ou -1,05 mil milhões de euros) foi negativo, destaca a DSEC. Já no ano de 2015 tinha sido registado a mesma tendência (-6,5 mil milhões de patacas ou -739,4 milhões de euros).

O rendimento do investimento direto do exterior cifrou-se em 48,75 mil milhões de patacas (5,12 mil milhões de euros) em 2016, traduzindo um decréscimo de 5,8% face a 2015.

Os rendimentos dos investidores diretos obtidos nos ramos de atividade económica do jogo (28,15 mil milhões de patacas ou 2,95 mil milhões de euros) desceram 6,4%, depois de no ano anterior ter registado um decréscimo de 47,5%.

Também o rendimento auferido no ramo do comércio por grosso e a retalho (4,49 mil milhões de patacas ou 472 milhões de euros) desceu 29,6%.

Em sentido inverso, o rendimento do investimento direto do exterior no ramo dos bancos e corretagem (11,52 mil milhões de patacas ou 1,21 mil milhões de euros) subiu 6,5%.

No final do ano 2016, o valor do 'stock' do investimento direto do estrangeiro em Macau atingiu 244,27 mil milhões de patacas (25,6 mil milhões de euros), refletindo um aumento de 5,1% relativamente a 2015.

O investimento direto de Portugal foi de 266 milhões de patacas (27,9 milhões de euros) -- menos 49,1% face a 2015 --, enquanto o rendimento totalizou 1.054 milhões de patacas (110,8 milhões de euros) -- menos 13,3%.

As empresas de Macau que efetuaram investimento direto no exterior obtiveram um rendimento de 359 milhões de patacas (37,7 milhões de euros), menos 57,1% em relação a 2015.

Analisando por ramo de atividade económica, as empresas que se dedicavam ao jogo em Macau obtiveram rendimentos de 316 milhões de patacas (33,2 milhões de euros), as quais desceram 33,1%, face a 2015 e o valor do 'stock' do investimento direto no exterior destas empresas atingiu 9,58 mil milhões de patacas (33,2 milhões de patacas), isto é, menos 51,7%.

Em termos do investimento direto no exterior das empresas de Macau, o fluxo correspondeu a um rendimento de 359 milhões de patacas (37,7 milhões de euros), menos 57,1% em relação a 2015.

Em 2016 existiam em Macau 2.804 empresas com investimento direto do exterior e 57 empresas com investimento direto no exterior.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon