Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

IPO-Porto lança primeira pós-graduação em cuidados paliativos

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

O Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO-Porto) anunciou hoje que vai lançar a sua primeira pós-graduação em cuidados paliativos com o objetivo de "responder às necessidades reais" dos profissionais e doentes.

Este curso, que será apresentado durante o 7.º Congresso de Cuidados Paliativos, que se realiza na sexta-feira e no sábado, pretende satisfazer as necessidades formativas dos profissionais que trabalham em cuidados paliativos e incidirá numa vertente prática que dará a conhecer os principais desafios que se colocam aos profissionais desta área.

"A experiência adquirida ao longo de 23 anos permite-nos organizar um curso intensivo que satisfaça em pleno as necessidades formativas, sobretudo, dos profissionais que já trabalham em cuidados paliativos ou dos serviços da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados", explicou Ferraz Gonçalves, diretor do Serviço de Cuidados Paliativos do IPO-Porto.

Segundo Ferraz Gonçalves, a "chamada de atenção" do presidente da República, no Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, "foi importante para estimular o desafio da igualdade social perante os cuidados paliativos".

Na sessão de encerramento do seminário "Vida com dignidade e qualidade até ao fim", na data em que se assinalou o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos (14 outubro), Marcelo Rebelo de Sousa fez "uma chamada de atenção" aos responsáveis políticos para "que se empenhem mais no domínio dos cuidados paliativos", uma "causa fundamental" que se quer alargar a todo o país.

No 7.º Congresso de Cuidados Paliativos, a realizar no Auditório Principal do IPO-Porto serão também debatidos temas como Dispneia, Investigação, Ética, Ventilação não invasiva na Esclerose Lateral Amiotrófica, Burnout, Luto nos Profissionais e A Morte e as Religiões, entre outros.

O Instituto Português de Oncologia do Porto dispõe de um serviço de cuidados paliativos desde 1994. Atualmente tem 40 camas de internamento e, para além da consulta externa e equipa intra-hospitalar, dispõe de um serviço de assistência domiciliária.

Em 2016, registaram-se 1.043 internamentos, 1.241 consultas externas, 1.757 consultas internas e na assistência domiciliária cerca de 1.084 visitas de enfermagem e 557 visitas médicas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon