Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Irão admite oportunidade para negociações políticas com Arábia Saudita

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/09/2017 Administrator

O Irão agradeceu hoje à Arábia Saudita pela boa organização da peregrinação a Meca, admitindo a existência de uma oportunidade para negociações políticas entre os dois grandes rivais regionais, referiu a televisão estatal.

"Agradecemos à Arábia Saudita (...) em optar por uma nova atitude face aos peregrinos iranianos", declarou Ali Ghazi-Asghar, representante do guia supremo iraniano, 'ayatollah' Ali Khamenei, para o 'hajj'.

Apesar da rutura das relações diplomáticas entre os dois países, mais de 86.000 iranianos integraram a grande peregrinação muçulmana na semana passada, ao contrário de 2016, quando foram impedidos de participar.

Esta decisão seguiu-se à rutura das relações diplomáticas entre Teerão e Riade após a embaixada saudita na capital iraniana ter sido assaltada e saqueada em janeiro de 2016 por uma multidão que reagia à execução no reino de um dignitário religioso xiita saudita.

"Hoje, após o sucesso deste 'hajj', é o melhor momento para que as duas partes negoceiem para solucionar os problemas em outros domínios", acrescentou Ghazi-Asghar, citado pela agência noticiosa oficial Isna.

"O guia supremo iraniano sempre insistiu no desenvolvimento das relações entre o Irão e os países vizinhos e o Governo também está envolvido neste domínio. Caso o diálogo se inicie, decerto que os problemas poderão ser resolvidos entre os dois países", acrescentou.

Por sua vez, o chefe da diplomacia iraniana, Mohammad Javad Zarif, declarou em entrevista publicada na terça-feira pelo 'site' Khabaronline que "a resposta do Irão será positiva" caso a Arábia Saudita altere a sua atitude.

"A política da Arábia Saudita na Síria, no Iémen e no Bahrein não traz qualquer benefício para este país (...) Pressinto que os sauditas vão chegar muito rapidamente à conclusão que não existe outra opção que não seja a cooperação em conjunto na região do Golfo Pérsico", acrescentou.

O Irão xiita e a Arábia Saudita sunita, as duas potências regionais da região, registam relações muito tensas desde há vários anos, designadamente devido às divergências face a diversas questões regionais, em particular a guerra na Síria, o conflito no Iémen, a situação no Bahrein ou a evolução do Iraque.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon