Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Irão reitera apoio ao Iraque contra terrorismo e pela integridade territorial

Logótipo de O Jogo O Jogo 26/10/2017 Administrator

O presidente iraniano, Hassan Rohani, reiterou hoje o apoio do Irão ao Iraque "contra o terrorismo" e pela "integridade territorial" do país vizinho, depois do referendo de independência do Curdistão iraquiano.

"A República Islâmica do Irão sempre apoiou a nação e o governo iraquiano na luta contra o terrorismo, no fortalecimento da unidade e na manutenção da integridade territorial do Iraque e continuará a fazê-lo", afirmou Rohani, citado num comunicado da presidência.

Rohani divulgou estas declarações após um encontro com o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, que esteve hoje em Teerão no âmbito de um périplo regional que já o levou à Turquia e Arábia Saudita.

Os três países -- Iraque, Irão e Turquia -, todos com minorias curdas nos seus territórios, rejeitam o referendo de 25 de setembro na região autónoma iraquiana do Curdistão (norte) e acordaram tomar medidas de retaliação até que todo o processo seja anulado.

No comunicado, Rohani elogiou a gestão por al-Abadi da crise política com o Curdistão e instou-o a continuar a enfrentar "as tentativas separatistas que abalam a integridade nacional e territorial do Iraque".

Abadi, ainda segundo a nota da presidência iraniana, afirmou que "o povo iraquiano deve permanecer unido contra as conspirações".

Al-Abadi reuniu-se também, horas antes, com o guia supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, que afirmou também apoiar os esforços do governo iraquiano para garantir "a sua unidade, soberania e integridade territorial".

Khamenei, cujas declarações foram divulgadas na sua página oficial na internet, advertiu por outro lado Al-Abadi para ter "cuidado com as falsidades dos americanos e nunca confiar neles".

O Iraque e o Irão travaram entre 1980 e 1988 uma guerra lançada pelo ditador iraquiano Saddam Hussein depois da proclamação da República Islâmica em Teerão (1979).

As relações entre os dois países melhoraram significativamente com o fim do regime de Saddam (2003) e a emergência de um governo central iraquiano dominado pela comunidade xiita, maioritária no Iraque e no Irão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon