Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Irão reitera rejeição de inspeções das suas instalações militares

Logótipo de O Jogo O Jogo 29/08/2017 Administrator

O Irão reiterou hoje que não pretende autorizar inspeções às suas instalações militares, considerando que este tipo de visitas não está previsto no acordo sobre o seu programa nuclear feito com as grandes potências.

"O que foi mencionado sobre as inspeções das nossas instalações militares, que são classificadas como um segredo de defesa, é antes a expressão dos sonhos" de alguns, declarou hoje o porta-voz do governo iraniano, Bagher Nobakht.

"Não aceitaremos nada da parte dos norte-americanos que não esteja previsto, especialmente visitas às nossas instalações militares", adiantou Nobakht numa conferência de imprensa.

O porta-voz reagia a informações na imprensa de que a representante dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, falou com o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Yukiya Amano, sobre a possibilidade de acesso a instalações militares iranianas no âmbito do processo de verificação previsto no acordo nuclear.

Para Ali Akbar Velayati, conselheiro para os negócios estrangeiros do guia supremo Ali Khamenei, as declarações da administração norte-americana sobre eventuais visitas a instalações militares "destinam-se à opinião pública norte-americana".

O Irão "nunca autorizará os norte-americanos ou outros a visitarem instalações militares que constituem uma parte importante, sensível e estratégica do dispositivo de segurança nacional", declarou à televisão estatal.

Concluído em julho de 2015 entre Teerão e o grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança -- Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China -- e a Alemanha), o acordo prevê o levantamento progressivo das sanções internacionais contra o Irão, que em troca deve limitar ao uso civil o seu programa nuclear.

Até agora os relatórios da AIEA têm confirmado que o Irão cumpriu todas as suas obrigações nos termos do acordo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon