Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jacarta e Manila pedem a Hong Kong que não explore imigrantes dos seus países

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/08/2017 Administrator

Os consulados indonésio e filipino em Hong Kong instaram o Governo local a controlar mais as tarefas que as empregadas domésticas desses países realizam, devido a casos de abusos e exploração, noticia hoje o South China Morning Post.

Os dois consulados pediram ao executivo de Hong Kong que tenha mão mais firme com os empregadores locais, que infringem a lei de diversas formas, uma delas colocando as empregadas domésticas a trabalhar em locais diferentes dos estipulados nos seus contratos, incluindo na China continental.

Recentemente, uma empregada doméstica das Filipinas, de 28 anos, morreu na cidade chinesa de Shenzhen, vizinha de Hong Kong, após cair da varanda de um edifício que alegadamente estava a limpar.

A jovem foi contratada por empregadores de Hong Kong e por isso o caso está a ser investigado pelas autoridades locais como "suspeito de tráfico humano".

O vice-cônsul filipino Alex Vallespin pediu mais "medidas rigorosas" e instou as autoridades a "chegar ao fundo" da questão no caso da jovem Lorain Asunción.

O cônsul-geral indonésio Tri Tharyat disse ter detetado uma média de dois a três casos por mês, durante o último ano, de empregadas que são levadas para a China para trabalhar, apesar de os seus contratos terem uma morada em Hong Kong.

O diplomata indonésio disse que já transmitiu as suas preocupações às autoridades de Hong Kong e que a sua resposta foi que "as empregadas devem denunciar os casos", algo que "não farão porque têm medo de perder os seus empregos".

Segundo um estudo publicado no ano passado pela organização local de direitos humanos Justice Center, uma em cada seis empregadas domésticas em Hong Kong foi vítima de trabalhos forçados.

Calcula-se que existam na cidade cerca de 330 mil trabalhadoras domésticas, a maioria estrangeiras vindas de países como a Indonésia ou Filipinas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon