Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Japoneses garantem construção de Centro Nacional de Emergências Médicas de Luanda

Logótipo de O Jogo O Jogo 22/08/2017 Administrator

Uma empresa japonesa foi escolhida pelo Governo angolano para construir, por mais de 35 milhões de euros, o novo Centro Nacional de Emergências Médicas da província de Luanda, segundo informação governamental a que a Lusa teve hoje acesso.

De acordo com uma decisão na forma de despacho presidencial, o Ministério da Saúde de Angola foi autorizado a contratar a obra, que envolve a construção e apetrechamento do centro, à empresa Kanematsu, tecnológica fundada em 1918, no Japão, e com vendas anuais acima dos 10 mil milhões de dólares.

A obra, ainda segundo a autorização assinada pelo Presidente, José Eduardo dos Santos, será financiada pela linha de crédito do Japão do JBIC (Japan Bank for International Cooperation).

Em 2015, decorreu em Luanda o fórum empresarial entre Angola e Japão, juntando empresários e responsáveis políticos dos dois países.

Só uma empresa japonesa do setor têxtil, foi então anunciado, tinha em curso a implementação de três fábricas em Angola, num investimento de mil milhões de dólares (850 milhões de euros) considerado "acelerador" do processo de diversificação da economia.

A propósito, o diretor executivo do Banco Japonês para a Cooperação Internacional (JBIC), Koichi Yajima, apontou desde logo, entre outras áreas, a possibilidade de aquela instituição pública financiar investimentos em Angola, de investidores do Japão.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon