Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jardim encanta em Manchester e faz sombra a Wenger

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/02/2017 Hugo Monteiro

A grande exibição do Mónaco em casa do Manchester City, apesar da derrota (5-3), reforça a cotação do treinador que já dera nas vistas no passado com triunfos em casa dos gunners e do Tottenham.

© Lee Smith/Reuters

A admiração pelo futebol alegre e ofensivo apresentado pelo Mónaco no Etihad supera o efeito do resultado adverso para os monegascos, consequência das suas fragilidades defensivas. Uma valorização reforçada pela facto de se tratar de um conjunto jovem, construído quase de raiz por Leonardo Jardim. Um clube sem o músculo financeiro do PSG, mas com um treinador capaz de potenciar jogadores em início de carreira, regenerar um avançado da craveira de Falcao e apresentar a equipa mais goleadora da Europa. O prestígio granjeado em Inglaterra é de tal ordem que o "Mirror" e o "Daily Express" não hesitam e avançar com a informação de que Leonardo Jardim está na "shortlist" para suceder a Arsène Wenger no Arsenal, ao lado de nomes como Allegri, Schmidt e Tuchel.

A emergência de jovens de qualidade tem sido constante nos últimos anos do clube, conforme salienta o "Independent": "O seu extraordinário trabalho no Mónaco fez as pessoas prestarem atenção. Reforçou as suas credenciais como uma das estrelas em ascensão entre os treinadores mundiais (...) e há a perceção de que este é um homem que os adeptos da Premier League vão conhecer muito melhor."

Entretanto, ao admitir, que qualquer treinador gostaria de trabalhar na liga britânica, Jardim reforçou a convicção de uma mudança no horizonte. Um destino que poderá, aliás, ser idêntico ao de alguns dos seus pupilos, atendendo ao interesse em Bernardo Silva, Mbappé, Bakayoko e Lemar. Depois das vitórias por 3-1 sobre o Arsenal - no Emirates em 2015 - e o Tottenham - em Wembley há cinco meses - e da exibição de terça-feira no Etihad, os holofotes incidem no madeirense.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon