Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jesus garante que não irá poupar jogadores frente ao Legia, para a 'Champions'

Logótipo de LusaLusa 26/09/2016 João Cartaxana
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA © LUSA / JOSÉ SENA GOULÃO JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Lisboa, 26 set (Lusa) – O treinador do Sporting disse hoje que não fará poupanças na partida de terça-feira frente ao Legia de Varsóvia, da Liga dos Campeões de futebol, e que só depois é que irá pensar no Vitória de Guimarães.

“Não, não vou fazer poupanças, a escolha do 'onze' terá a ver com este jogo e não com o próximo, e só depois é que tenho de olhar para o Vitória de Guimarães [próximo adversário na Liga portuguesa]”, respondeu Jorge Jesus, quando questionado se iria poupar jogadores, à semelhança do que fez a época passada na maioria dos jogos da Liga Europa.

Jesus vai apresentar uma equipa baseada em jogadores já identificados com as suas ideias e sistema de jogo: “Vou tentar lançar jogadores mais habituados a trabalhar connosco. Penso que o 'onze' deve andar muito próximo do que defrontou o Estoril. Depois, temos tempo para avaliar a condição física dos jogadores e pensar no jogo com o Vitória de Guimarães.”

Solicitado a analisar o Legia, Jesus teceu elogios: “É uma equipa competitiva, agressiva na disputa da bola e com jogadores de valor. O goleada que sofreu com o Borússia Dortmund na Liga dos Campeões foi atípica. Os alemães marcaram dois golos de bola parada e a partir daí as coisas complicaram-se para o Legia.”

De resto, Jesus coloca o Sporting no mesmo patamar dos polacos em termos de objetivos no grupo F da Liga dos Campeões: “Vamos encontrar um adversário com as mesmas pretensões do Sporting e no confronto direto pode decidir-se muita coisa.”

Questionado sobre qual a diferença de estar ou não estar no ‘banco’ – foi expulso em Madrid, frente ao Real -, Jesus explicou: “Tudo o que é estratégia já foi elaborada por mim e pela equipa técnica e não será importante a minha ausência. Já em relação ao que acontece no jogo, naquele momento, faz diferença. Não estando no ‘banco’, o treinador não pode reagir no imediato às incidências do jogo.”

Quem vai fazer a estreia na Liga dos Campeões é o avançado do Sporting André, que disse durante a conferência de imprensa o que sente na iminência de defrontar o Legia: “É um grande torneio, o sonho de qualquer jogador brasileiro, e poder participar pelo Sporting é uma grande honra. Só espero que corra tudo bem e que possa ajudar a equipa, quer técnica quer taticamente, a vencer o Legia.”

Para André, a questão é simples: “Quem quiser seguir em frente na prova tem de ganhar amanhã [terça-feira]. É um jogo superimportante e, jogando em casa, temos de fazer um grande jogo, vencer e dar uma alegria aos adeptos do Sporting.”

O golo que marcou no sábado frente ao Estoril foi um tónico psicológico para o ex-avançado do Corinthians: “Sou atacante e fazer golos é muito importante. Este que marquei ao Estoril dá-me confiança para continuar a fazer golos e ser mais uma opção para o ‘mister’ no ataque. Espero que seja apenas o começo de muitos.”

O novo treinador do Legia, Jacek Magiera, que se irá sentar pela primeira vez no ‘banco’ a orientar a sua equipa, disse sentir-se calmo na véspera de orientar uma equipa polaca na Liga dos Campeões, o que acontece pela primeira vez em 20 anos.

“Temos consciência que o Sporting tem jogadores de grande qualidade e que não somos favoritos. Além disso, temos de melhorar o aspeto psicológico, no qual não estivemos bem frente ao Borússia Dortmund. Marcar muito bem os jogadores mais ofensivos do Sporting, que são de grande qualidade – alguns deles participaram no Euro2016, que venceram –, vai ser preponderante para nós”, sublinhou.

O Sporting integra o grupo F da Liga dos Campeões juntamente com o Real Madrid e o Borússia Dortmund, além do Legia de Varsóvia, equipa que defronta na terça-feira a partir das 19:45, em Alvalade, em jogo da segunda jornada, com arbitragem do inglês Marc Oliver.

JEC/AYCO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon