Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jesus não deixa sair Geraldes

Logótipo de O Jogo O Jogo 04/06/2017 Rui Trombinhas

Nem as poucas oportunidades dadas ao 18, na segunda metade da época passada, fazem os verdes e brancos mudar de ideias. O centrocampista continua a constar dos planos e tem a porta fechada

Francisco Geraldes é para ficar. No momento, sabe O JOGO, há um desígnio do técnico Jorge Jesus para o médio de 22 anos que, a meio da última estação, voltou mais cedo a casa quando se impunha durante a cedência ao Moreirense. O centrocampista figura nos planos de Jorge Jesus e tem, no mínimo, a pré-época garantida com o plantel verde e branco que irá enfrentar 2017/18. Isto numa fase em que se discutia a possibilidade de novo empréstimo.

Após uma segunda metade de época com o leão ao peito abaixo das expectativas, o camisola 18 estudava hipóteses temporárias fora de Alvalade, mas a sociedade anónima verde e branca comunicou que a intenção da equipa técnica liderada por Jorge Jesus é conservar Francisco Geraldes, não obstante tratar-se do elemento menos utilizado entre um trio de jogadores repescado a meio da época passada, grupo esse onde também figuram Daniel Podence e João Palhinha.

© Fornecido por O jogo

Ao lado de Podence, o médio de pendor ofensivo deixou Moreira de Cónegos depois de ajudar a fazer história - o lisboeta foi preponderante na conquista da Taça da Liga, um feito histórico para os minhotos. Geraldes realizou o sonho de se estrear na primeira categoria da formação de Alvalade (na goleada por 4-1, obtida em casa do Tondela), mas foi pouco utilizado. O internacional sub-21 português saiu sempre do banco de suplentes nas quatro partidas disputadas e foi mais utilizado nos bês, que chegou até a capitanear em seis encontros.

De recordar que o próprio atleta exprimiu o seu desapontamento aos responsáveis leoninos por sentir que não era aposta após o seu regresso. Ainda assim, Geraldes conseguiu surgir ao mais alto patamar, embora de forma fugaz. O futuro dirá se 2017/18 abre novas perspetivas ao centrocampista.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon