Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jesus quer Sporting a disputar “palmo a palmo” jogo da Liga dos Campeões com a Juventus

Logótipo de LusaLusa 17/10/2017 Simão Freitas

Turim, Itália, 17 out (Lusa) – O treinador do Sporting, Jorge Jesus, disse hoje que quer que o Sporting possa “disputar o jogo palmo a palmo com a Juventus”, adversária desta quarta-feira na Liga dos Campeões de futebol.

Sobre o jogo de quarta-feira em Turim, em conferência de imprensa, o técnico dos ‘leões’ revelou esperar “um resultado positivo que faça acreditar” na passagem da fase de grupos.

“Vamos disputar este jogo palmo a palmo com a Juventus, e espero que possamos disputar esta ‘eliminatória’ dentro da fase de grupos, mas não coloco já de fora o Olympiacos”, explicou Jesus.

À entrada para a terceira jornada, o FC Barcelona lidera a ‘poule’ D, com seis pontos, seguido de Juventus e Sporting, ambos com três, enquanto o Olympiacos é quarto, sem pontuar.

Nas duas primeiras jornadas, os ‘leões’ venceram na visita ao Olympiacos (3-2) e perderam no Estádio José Alvalade com o FC Barcelona (1-0), enquanto a ‘velha senhora’ também perdeu com espanhóis e venceu a formação grega.

“A confiança e determinação que os jogadores do Sporting têm para o jogo é maior que a da Juventus. Neste capítulo não tenho dúvidas nenhumas”, atirou o técnico, que vê os ‘verdes e brancos’ com “todas as condições para lutar pela vitória”.

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA © LUSA / JOSÉ SENA GOULÃO JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Questionado sobre a disponibilidade de Fábio Coentrão e Doumbia, que foram convocados depois de estarem a contas com problemas físicos, o treinador explicou que só quarta-feira “é que se saberá”, mas que “se nada acontecer de anormal, estão os dois convocados para o jogo”.

Sobre uma possível marcação individual ao argentino Dybala por parte do compatriota Battaglia, à semelhança do que aconteceu com o ‘astro’ do Barcelona Lionel Messi, Jesus disse que a estratégia “vai ser diferente”, até porque “Dybala é um grande jogador, mas Messi é Messi”.

Jorge Jesus rejeitou ainda a ideia de ‘crise’ da hexacampeã italiana, que “ainda só perdeu um jogo no campeonato, com a Lazio, e outro na ‘Champions’ com o Barcelona”, e apontou para o “historial em Itália e na Europa, nos últimos três anos, em que foi duas vezes à final da Liga dos Campeões”.

Quanto a um regresso a Turim, onde Jesus venceu, pelo Benfica, uma meia-final da Liga Europa em 2013, antes de perder na final com o Chelsea, mas perdeu uma final para o Sevilha, em 2014, para o Sevilha, o técnico quer ter “uma noite igual à da meia-final”, sem querer fazer “comparações”.

Também presente na conferência de imprensa esteve o lateral italiano Cristiano Piccini, que se mostrou “muito feliz” por regressar ao seu país e poder defrontar a Juventus, uma “grande equipa”.

“Ainda faltam quatro jogos, mas vamos dar o máximo para conseguir um resultado positivo aqui em Turim”, acrescentou.

O jogo de quarta-feira está marcado para as 19:45 e terá arbitragem do inglês Michael Oliver.

SIYF // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon