Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

João Félix prioritário para a SAD do Benfica

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/10/2017 Hugo Monteiro
© Álvaro Isidoro/Global Imagens

O médio-ofensivo de 17 anos, ex-FC Porto, termina contrato em 2019 e as águias não querem surpresas. Na Youth League da época passada, já brilhou e chamou a atenção no plano internacional.

A SAD do Benfica tem como prioritária a renovação de João Félix, jovem de apenas 17 anos que alinha pela equipa B das águias e que é visto como a próxima grande aposta em talentos com passagem pelo Seixal. O vínculo do atleta termina em junho de 2019 após ter rubricado em 2016 o seu primeiro contrato profissional, mas os responsáveis encarnados pretendem blindar o atleta no curto prazo. Assim, e nesse sentido, está a ser desenhada uma extensão que poderá ir até 2023, garantindo as águias dessa forma que o jovem não escapará nos anos mais próximos. A sua formalização deve acontecer após o atleta completar 18 anos, no dia 10 do próximo mês.

O desenvolvimento de João Félix nos últimos meses, sabe O JOGO, tem vindo a agradar sobremaneira à estrutura encarnada. O médio-ofensivo, que também joga como extremo, fez a parte inicial da formação nas escolas do FC Porto, durante sete épocas, mas tem sido no Seixal que tem vindo a ser lapidado para o futebol profissional. Ao nível físico, um dos pontos inicialmente mais frágeis de João Félix, a evolução tem sido bastante positiva enquanto que a resposta competitiva também tem crescido. Apesar de ter 17 anos, o atacante já entra nas contas da equipa B (esta época, tem um jogo, na anterior, participou em outros 12), mas é a nível internacional que o seu brilho foi mais intenso. Em 2016/17, por exemplo, foi uma das estrelas da Youth League, com a UEFA a elegê-lo como uma das revelações: foi o jogador com mais presenças em toda a edição (dez jogos), alinhou 807" e apontou seis golos. Foi, aliás, o mais novo (17 anos) de todos os goleadores da prova, chamando a atenção de vários colossos do futebol europeu. O que representa mais uma razão para os encarnados não facilitarem na blindagem de João Félix.

O desenvolvimento do jogador já lhe valeu, em junho passado, duas presenças na seleção sub-18, onde fez dois golos à Noruega. Agora, integra a equipa sub-21, comandada por Rui Jorge, que chamou o atacante para o encontro de apuramento para o campeonato da Europa de 2019, depois de amanhã contra a Bósnia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon