Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

João Moutinho: "Se houver um livre será de Cristiano Ronaldo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/06/2017 Alcides Freire

João Moutinho sente-se "fresco" e preparado para um desafio complicado com a Letónia. Mas há confiança, condição que o capitão da seleção fez questão de transmitir

Portuguese national soccer team player Joao Moutinho (L) in action against Cyprus opponent Renato Margaca during their friendly match between Portugal and Cyprus at Antonio Coimbra da Mota Stadium in Estoril outskirts of Lisbon Portugal 03 June 2017. ANTONIO COTRIM/LUSA © ANTÓNIO COTRIM Portuguese national soccer team player Joao Moutinho (L) in action against Cyprus opponent Renato Margaca during their friendly match between Portugal and Cyprus at Antonio Coimbra da Mota Stadium in Estoril outskirts of Lisbon Portugal 03 June 2017. ANTONIO COTRIM/LUSA

Depois dos dois golos apontados de livre na goleada ao Chipre, por 4-0, em jogo de preparação, a pergunta a João Moutinho era inevitável: Quem vai marcar os livres neste encontro com a Letónia?

"Ficou definido que seria o Cristiano o batedor de livres, por isso se houver um livre será dele. Pela qualidade que ele tem, e não só, poderá fazer golo também", reagiu o médio do Mónaco, em conferência de Imprensa, em véspera do compromisso com a Letónia para qualificação para o Mundial'2018.

"Temos de estar confiantes e com a noção de que o jogo não vai ser fácil", esta foi a mensagem que o capitão Cristiano Ronaldo transmitiu no balneário que Moutinho replicou para os jornalistas e fez também uma breve descrição do estado de espírito do internacional português acabado de integrar a seleção com o título da Champions pelo Real Madrid. "Chegou normal. Felizmente, ele está habituado a ganhar, e foi mais uma grande vitória. Foi com naturalidade que se juntou a nós, com a sua confiança para nos ajudar", comentou.

João Moutinho não toma como certa a titularidade para esta sexta-feira, face à lesão de João Mário, que não foi chamado por Fernando Santos: "Sou mais um para ajudar e trabalhar como faço no meu clube para merecer a confiança para jogar. Acabei o campeonato numa boa fase, fresco", disse o médio, insistindo nas dificuldades que a Letónia irá colocar, com o apoio dos seus adeptos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon