Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jogo com Inglaterra é "o maior teste do futebol feminino português" - Francisco Neto

Logótipo de LusaLusa 26/07/2017
ANTONIO COTRIM/LUSA © LUSA / ANTONIO COTRIM ANTONIO COTRIM/LUSA

Tilburgo, Holanda, 26 jul (Lusa) – O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, considerou hoje que o jogo de quinta-feira com a Inglaterra, em Tilburgo, na Holanda, será o “maior teste ao futebol feminino português”.

“Neste momento são, no todo, naquilo que demonstram ofensiva e defensivamente das equipas mais equilibradas a nível europeu, vai ser, sem dúvida nenhuma, o maior teste que já tivemos ao futebol feminino português”, frisou Francisco Neto.

O selecionador português deixou elogios à adversária de quinta-feira, a seleção que melhores números apresenta neste Europeu, com oito golos marcados e nenhum sofrido até à segunda jornada e quando alguns grupos já fizeram o seu terceiro jogo.

“Será o nosso teste mais complicado, mas vamos enfrentá-lo com todas as nossas forças”, reiterou o técnico português na conferência de antevisão do jogo da última ronda do Grupo D, no Estádio Willem II.

Neto ‘pegou’ também nas palavras da internacional Amanda da Costa, jogadora luso-americana que escolheu representar Portugal e foi titular na vitória diante da Escócia, sendo decisiva no desvio de cabeça para o segundo golo (2-1), de Ana Leite.

“Estão há muito tempo reunidas, a Amanda já o disse, têm tido um trajeto incrível, um crescimento fantástico desde que entrou o Mark [Sampson] e isso nota-se”, sustentou o treinador.

Em relação a eventuais mudanças na equipa do selecionador inglês, num momento em que a Inglaterra tem seis pontos, contra três de Espanha e Portugal, o técnico português não deixou de sorrir e ironiza com a esperança que isso poderá dar.

“Esperança? Ele repetiu o mesmo 11, estão um bocadinho mais cansadas, significa que as que vêm, vêm com tudo. Querem provar que também merecem uns minutos, uma equipa muito forte, cheia de boas jogadoras”, disse Francisco Neto.

O técnico português referiu também que este percurso, no Europeu, o tem deixado orgulhoso, embora também entenda que nem tudo foi perfeito.

“Como é lógico estamos felizes com aquilo que fomos conquistando até agora, não estamos na plenitude porque percebemos que nem tudo foi perfeito, se fosse não teríamos aquela primeira derrota com a Espanha. Mas sabíamos das dificuldades e sabemos que as jogadoras têm dado uma resposta e têm estado completamente comprometidas, com aquilo que temos feito e com aquilo que é o nosso lado estratégico. Deixa-nos muito orgulhosos com aquilo que já fizemos até agora”, justificou.

Hoje, na antevisão do jogo esteve também Amanda da Costa, com a jogadora das norte-americanas do Boston Breakers, referindo que a equipa portuguesa “está preparada” para o jogo com Inglaterra, uma seleção forte, mas que Portugal tem trabalhado bem.

“Jogamos com alma, orgulho e vamos fazer um bom jogo”, disse.

O jogo entre Portugal e Inglaterra, que terá arbitragem da ucraniana Kateryna Monzul, terá início às 20:45 locais (19:45 de Lisboa).

No outro jogo da terceira e última jornada do Grupo D, a Espanha defronta a Escócia, à mesma hora, em Deventer.

RPM // NFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon