Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jorge Jesus já pensa num Sporting forte e a lutar pelo título da próxima época

Logótipo de LusaLusa 20/05/2017 Marco Oliva

Lisboa, 20 mai (Lusa) - O treinador do Sporting reforçou hoje a intenção de construir uma equipa de futebol forte, que lute pelo título como na época passada e afirmou que os 'leões' estão a construir "bases grandes" para que isso aconteça.

"Continuamos a elaborar ideias e a trabalhar em cima delas. Queremos que no próximo ano o Sporting seja o que foi no meu primeiro ano, quando lutou até ao último segundo pela conquista do título, com um comportamento espetacular. É isso que perspetivamos e estamos a analisar para que seja um Sporting forte", afirmou Jorge Jesus, em conferência de imprensa.

As reuniões que o técnico teve esta semana com o presidente do clube, Bruno de Carvalho, acabaram mesmo por dominar a conferência de imprensa de antevisão da receção ao Desportivo de Chaves, da 34.ª e última jornada da I Liga, sendo que, na véspera, Jesus tinha negado a possibilidade de abandonar o comando dos 'leões', como foi avançado na imprensa.

JOSÉ COELHO/LUSA © LUSA / JOSÉ COELHO JOSÉ COELHO/LUSA

"Numa semana tivemos duas reuniões e, na próxima, teremos de ter pelo menos quatro ou cinco. Faz parte do processo normal de uma pré-época. Temos os dois a mesma linha de pensamento, que passa por criar um Sporting forte, como no ano passado. O Sporting só ganhou um troféu nestes dois anos, o que é muito pouco, porque estou habituado a ganhar muitos, mas temos feito um trabalho muito grande para o crescimento e criação de um clube para ser campeão. O Sporting tem criado bases grandes para poder pensar naquele que foi o meu propósito quando vim, que é ser campeão", vincou.

Com o título da próxima temporada em vista, Jesus referiu que o Sporting terá de "aprender com aquilo que não foi bem feito" este ano e que será necessário "mudar muita coisa".

"Uma equipa forte passa por muitas situações e aspetos que não tem só a ver com jogadores. Temos de mudar muita coisa. Mesmo quando se ganha, é preciso mudar. Quando não se ganha, muito mais", disse.

A possível saída dos 'capitães' Adrien, William Carvalho e Rui Patrício foi outro dos temas abordados na conferência, sendo que o técnico admitiu perder um desses três jogadores, tendo em conta a valorização dos mesmos nos últimos dois anos.

"Esses três jogadores são importantes, foram campeões europeus e são nucleares no presente e no futuro do Sporting. Mas também sei que desde que cheguei ao Sporting tenho alavancado a projeção dos jogadores. É normal que possa ficar sem um dos jogadores nucleares. Os compradores vêm comprar os melhores. Isso faz parte da minha vida, aqui e noutros clubes em que estive", considerou.

Por outro lado, Jorge Jesus espera terminar a época com um triunfo sobre o Desportivo de Chaves, até porque a equipa de Alvalade vem de dois desaires seguidos, com Belenenses, em casa, e Feirense fora.

"É o jogo que fecha uma época que não foi o que queríamos. No último jogo em casa, com o Belenenses, também não fizemos o que queríamos. Queremos acabar o campeonato com uma vitória. Vimos de duas derrotas e o ambiente, em função disso, não é positivo. Que seja um final de campeonato com alegria e a pensar na próxima época", sublinhou.

Sporting, terceiro classificado com 67 pontos, e Desportivo de Chaves, 10.º com 38, encerram a I Liga no domingo, a partir das 20:15, no Estádio de Alvalade, em Lisboa, numa partida que será dirigida pelo árbitro Jorge Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.

MYO // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon