Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jorge Jesus: uma dúvida no onze, o favoritismo e o "aperto" na Grécia

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/09/2017 Alcides Freire

O treinador do Sporting fez esta segunda-feira a antevisão ao encontro de terça-feira com o Olympiacos, a contar para a primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Primeiro jogo na fase de grupos: "Estamos amanhã [terça-feira] no primeiro jogo com a mesma confiança, sabendo que vamos passar por momentos de complicados, vamos ser apertados, mas isso faz parte daquilo que nós já pensámos em termos de estratégia. Queremos dar o pontapé de saída na Grécia com uma vitória".

© Pedro Correia/Global Imagens

Separação e a opinião do treinador do Olympiacos: "Nós não vamos separar o Olympiacos dos nossos adversários. Estamos na Champions, temos de ter capacidade de lutar com os melhores. Olhamos para eles como para o Barcelona e a Juventus. Para além daquilo que o treinador do Olympiacos disse, ele conhece muito bem a equipa do Sporting, porque treinava o Légia quando estivemos na Champions, no ano passado. Está a fazê-lo com um grande conhecimento".

Favoritismo: "Não há favoritismo. Isso vê-se dentro de campo, aí vê-se quem são os melhores".

Dúvida no onze: "O Piccini lesionou-se no último jogo [com o Feirense]. Até amanhã não temos a certeza absoluta se ele pode jogar. Pode jogar de início ou então ir para o banco. O jogo de Santa Maria da Feira deu-me mais uma alternativa. O Battaglia fez essa posição com muita qualidade. E temos a possibilidade do Stefan Ristovski. Do jogo de Santa Maria da Feira saímos com um ou outro jogador carregado, temos opções para outros jogadores".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon