Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jorge Leitão e a descida: "Uma lição que temos de aprender"

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/05/2017 Hugo Monteiro

Jorge Leitão, treinador do Arouca, comenta a descida de divisão após a derrota no Estoril.

© Tiago Petinga/Lusa

O Arouca perdeu por 2-0 no Estoril e desceu de divisão. "Correu mal, porque não conseguimos o ponto. Neste jogo tornámos a não estar muito bem, nem muito consistentes. Com menos um jogador tornou-se ainda mais difícil. Não vou dizer se foi bem ou mal expulso, mas dificultou a vida. Com 32 pontos normalmente chega para ficar e esta é uma lição que temos de aprender. Não podemos baixar os braços enquanto não está garantido", comentou o treinador Jorge Leitão, que falou da expulsão de Hugo Basto.

"Não foi decisivo, mas contribuiu para termos mais dificuldades. Já estava difícil com 11 jogadores e com menos um tornou-se mais difícil. Se tivéssemos 11 elementos teríamos mais chances de lutar pelo resultado e pelo ponto", vincou, comentando os triunfos de Moreirense e Tondela, frente a FC Porto e Braga, respetivamente.

"São resultados que não acontecem muito frequentemente. Só dependíamos de nós próprios e não o conseguimos fazer. O demérito é todo nosso. Vamos ter de pensar o que aconteceu ao longo da época. São coisas que têm de ser muito bem pensadas. Vamos tentar tirar ilações para que de futuro não volte a acontecer. Disse-lhes (aos jogadores) que não podíamos estar à espera dos outros para resolver os nossos problemas, mas não o conseguimos. Esperar pelos resultados dos outros? Não foi esse o meu discurso, o meu discurso foi sempre para nós fazermos o nosso resultado", terminou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon