Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jorge Palma e o pianista Artur Pizarro no Festival Internacional de Cultura

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/07/2017 Administrator

Jorge Palma, a Orquestra XXI e o pianista Artur Pizarro são alguns nomes da programação musical do Festival Internacional de Cultura (FIC), que acontece em setembro em Cascais, foi hoje anunciado.

No primeiro domingo do festival, dia 03, às 17:00, no salão Preto e Prata do Casino Estoril, realiza-se o concerto da Orquestra XXI com o pianista Artur Pizarro, vencedor em 1987 do Prémio Vianna da Motta, em 1988 do Greater Palm Beach Symphony Competition, e em 1990 do Leeds International Pianoforte Competition.

O programa do concerto, dirigido pelo maestro Dinis Sousa, é constituído pelo Concerto para Piano e Orquestra n.º 1, de Brahms, e a Sinfonia n.º 8 de Dvorák.

Jorge Palma atua também no domingo, às 22:00, na Praça de Armas da Cidadela, acompanhado por Vicente Palma (guitarra, piano e voz) e Gabriel Gomes (acordeão).

Salvador Sobral, que atua no dia 08 de setembro, às 23:00, no Lounge D do casino, foi um dos nomes já anunciados pela organização, que a este cartaz junta a 16.ª Grande Gala do Fado--Carlos Zel, que se realiza no dia 12, como tradicionalmente no salão Preto e Prata do casino.

No dia 24, a Orquestra Sinfónica de Cascais, sob a direção de Nikolay Lalov, maestro titular da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, apresenta-se no Auditório da Senhora da Boa Nova, nos arredores do Estoril.

"A Sinfónica de Cascais é um projeto que complementa a oferta musical no concelho de Cascais permitindo ao público apreciar a sonoridade única de uma orquestra sinfónica. A Sinfónica de Cascais conta com o apoio da Câmara Municipal e do Conservatório de Música de Cascais, um projeto que tem a participação de vários professores do Conservatório, músicos da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e convidados", explicou a organização à agência Lusa.

"O programa de música do FIC 2017 terá este ano mais do dobro dos concertos da edição anterior", assinala em comunicado o grupo editorial LeYa, coorganizador do certame com a Câmara de Cascais e a Fundação D. Luís I.

No dia 11, no palco da Festa do Livro, junto à Casa Sommer-Arquivo Municipal de Cascais, atua a fadista Joana Amendoeira, antecedendo a Grande Gala Carlos Zel, que acontece no dia seguinte no casino, com Ana Moura, Cuca Roseta, Fábia Rebordão, Pedro Moutinho, Ricardo Ribeiro e Rodrigo, e a acompanhá-los os músicos Ângelo Freire (guitarra portuguesa), Pedro Soares (viola) e André Moreira (viola baixo).

No dia 15 de setembro, no Centro Cultural de Cascais-Casas do Gandarinha, atua o Coro de Santo Amaro de Oeiras e, na noite seguinte, Fernando Tordo "conta e canta" Ary dos Santos, no palco da Festa do Livro junto à Casa Sommer.

O músico e cantor teve uma forte relação artística com o poeta José Carlos Ary dos Santos (1937-1984), de quem, entre outros poemas, cantou "Cavalo à Solta" e "Tourada".

O Coro Juvenil de Santo Amaro de Oeiras atua na tarde do dia 23 de setembro, no jardim do Museu do Mar-Rei D. Carlos, área destinada ao público infantil do certame.

No dia 30, último dia do FIC, ouve-se música gregoriana nas Casas do Gandarinha, pelos coros Solemnis e Laus Deo.

O FIC realiza-se sob o mote "Camões: ao desconcerto do mundo" e projeta 12 concertos, 11 exposições, ciclos de cinema, artes de rua, gastronomia e aquele que será "o primeiro evento que reúne artesãos, arquitetos e designers nacionais e internacionais", além de uma feira do livro e de um ciclo de debates, segundo a mesma fonte.

Entre as diferentes atividades já anunciadas, O Teatro Experimental de Cascais (TEC) apresenta em nos dias 28 e 29, nos jardins da Casa Sommer-Arquivo Municipal de Cascais, o "Auto d'El-Rei Seleuco", de Luis de Camões.

Entre os nomes já anunciados que participam no FIC contam-se as do romancista norte-americano Paul Auster, o do neurocirurgião britânico Henry Marsh, a escritora Arundhati Roy, as escritoras francesa Maylis de Kerangal, Lídia Jorge e a espanhola Rosa Montero.

Na área das artes estão previstas 11 exposições de pintura, fotografia, banda desenhada e de livros de artista.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon