Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Jorge Simão espera um Sporting de Braga mais descontraído no Bessa

Logótipo de LusaLusa 11/02/2017 Guilherme Soares
HUGO DELGADO/LUSA © LUSA / HUGO DELGADO HUGO DELGADO/LUSA

Braga, 11 fev (Lusa) - O treinador do Sporting de Braga, Jorge Simão, frisou hoje a importância de voltar aos triunfos, já com o Boavista, no domingo, na 21ª jornada da I Liga de futebol, depois de três jogos sem ganhar no campeonato.

Entre as duas derrotas (Vitória de Guimarães e Rio Ave) e um empate (Estoril-Praia) na Liga, os minhotos perderam ainda a final da Taça da liga com o Moreirense (1-0), pelo que, para o técnico, a importância desse regresso às vitórias "reforça-se".

Na conferência de imprensa de antevisão à visita ao Bessa, o treinador realçou ter sido benéfico ter mais dias para trabalhar nesta semana, para "consolidar comportamentos", e disse esperar uma equipa menos ansiosa.

"Espero que nos apresentemos mais descontraídos, soltos e sem ‘amarras’, como aludi no final do jogo com o Estoril", da última ronda (1-1).

O técnico do Boavista, Miguel Leal, considerou que alguns dos pontos perdidos pelo Sporting de Braga se deveram a azar, mas Jorge Simão não quer usar essa "desculpa".

"Não nos quero desresponsabilizar com o azar, apesar de haver sempre uma componente de sorte e azar em qualquer jogo, mas não me quero desculpar com essa questão. Temos que analisar tudo o que o temos feito, as boas e as más e melhorarmos. É um processo contínuo e temos essa obrigação de dar o máximo para melhorar competências e comportamentos", disse.

O médio Gamboa, que subiu da equipa B depois da saída de Xeka para o Lille, deve fazer parte do ‘onze’ no Estádio do Bessa porque Assis e Vukcevic estão castigados, tendo Jorge Simão deixado ainda a porta entreaberta à titularidade de Fede Cartabia.

O treinador disse esperar uma equipa do Boavista "muito competitiva e muito forte nos lances de bola parada" e um Braga a dar sequência à segunda parte realizada com o Estoril.

Os bracarenses têm quatro jogadores em risco de falharem a receção ao Benfica na jornada seguinte se virem um cartão amarelo com os 'axadrezados' - Baiano, Paulinho, Pedro Santos e Rui Fonte -, mas Jorge Simão afirmou não temer qualquer condicionamento do árbitro Bruno Paixão.

"O foco está apenas no jogo com o Boavista. É um bom árbitro, um árbitro consagrado, com muitos anos de I Liga, é um fator que devemos levar em linha de consideração para preparar apenas este jogo porque os árbitros influenciam o comportamento dos jogadores", disse.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 37 pontos, e Boavista, 11º, com 25, defrontam-se às 20:15 de domingo, no Estádio do Bessa, no Porto, partida que será arbitrada por Bruno Paixão, da Associação de Futebol de Setúbal.

GYS // NF

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon